Quando decidimos partir para uma viagem de volta ao mundo, não tínhamos dúvidas de que precisávamos incluir alguns lugares aqui no Brasil! Entre eles, Foz do Iguaçu, que era o primeiro da lista! Eu já tinha visitado o parque algumas vezes quando era pequena com meus pais e fazia questão que o Leo conhecesse um pouquinho dessa maravilha em território nacional.

A força da natureza impressiona nas Cataratas do Iguaçu. (Crédito da foto: Viajo Logo Existo)

A força da natureza impressiona nas Cataratas do Iguaçu. (Crédito da foto: Viajo Logo Existo)

As Cataratas do Iguaçu são um espetáculo da natureza não só pela grandiosidade – está entre as maiores do mundo –, mas também por serem muito impressionantes. Elas são considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco e estão aqui, bem pertinho de nós. O parque ainda abriga espécies raras de flora e fauna.

As quedas d'água formam um arco-íris espetacular junto à luz do sol. (Crédito: Viajo Logo Existo)

As quedas d’água formam um arco-íris espetacular junto à luz do sol. (Crédito: Viajo Logo Existo)

Chegando ao parque, a entrada sai por R$ 25,10. Um ônibus conduz os turistas até diversos passeios, inclusive várias trilhas (que não estão inclusas na entrada, você compra os tickets pelo caminho). No destino final, você pode andar a trilha de 1,5 quilômetro, que leva até a “garganta do diabo”, bem em frente às quedas principais. O visual ali é chocante: a água que sobe do impacto da queda cruza com os raios de sol e produz um forte e contrastante arco-íris! O próprio nome Iguaçu significa “água grande” em tupi guarani e explica a magnitude do lugar.

O parque é super organizado, limpo e estruturado para receber bem os visitantes. Adoramos nossa primeira atração turística. Apesar de a cidade de Foz do Iguaçu ter apenas 300 mil habitantes, há mais coisas para fazer além das cataratas. O parque faz fronteira com Paraguai e Argentina (na verdade, ele pertence 20% ao Brasil, e os outros 80% estão em território argentino), então, é possível visitar o lado Hermano, que tem uma vista diferente, mas muito bonita – entre as paisagens, está também o ponto onde os três países fazem fronteira. Outro passeio interessante, principalmente para quem estiver com Crianças, é o Parque das Aves.

Visitar a Usina de Itaipu também pode ser muito bacana. (Crédito: Viajo Logo Existo)

Visitar a Usina de Itaipu também pode ser muito bacana. (Crédito: Viajo Logo Existo)

Resolvemos visitar a Usina de Itaipu e, novamente, ficamos impressionados pela grandiosidade e a boa estrutura para turistas. Existem duas opções de passeio: uma visita panorâmica, que custa R$ 24,00 e uma visita especial, que tem o custo de R$ 60,00. Ouvimos falar muito bem da segunda opção, mas, por uma questão de tempo, optamos pela primeira. Para começar o tour, assistimos um vídeo de 20 minutos bem institucional, mas que traz uma ideia de como a usina funciona, seu tamanho e importância para o país, e aborda bastante os projetos sociais e a parte de sustentabilidade. Tentamos obter informações sobre a possibilidade de conhecer um dos projetos sociais, mas ninguém soube nos informar.

O templo budista é um recanto de paz e tranquilidade, perfeito para o fim da viagem. (Crédito: Viajo Logo Existo)

O templo budista é um recanto de paz e tranquilidade, perfeito para o fim da viagem. (Crédito: Viajo Logo Existo)

Para completar nossos dias por aqui, visitamos o Templo Budista de Foz do Iguaçu, que foi construído em 1996 pela comunidade chinesa. Além dos belos jardins, é possível ver 120 estátuas espalhadas por ali. A entrada é gratuita e o templo está aberto das 9h às 17h. Ótimo para um descanso no final da viagem!