Compartilhe
0

Dicas para organizar uma viagem para o sudeste asiático

Vivenciar as belezas e diversidades do sudeste asiático pode parecer um sonho distante, mas esse roteiro de férias nunca esteve tão próximo do Brasil como nos últimos anos. Novas rotas de voos foram lançadas – principalmente via companhias que operam em Singapura, Qatar, Dubai e Abu Dhabi -, muitas informações têm sido divulgadas e os preços, apesar da desvalorização da nossa moeda, continuam super convidativos.

Esse é o momento ideal para respirar fundo, tirar essa ideia antiga do papel e começar a planejar sua viagem para o sudeste asiático.

Preciso ser sincera: provavelmente não vai dar tempo de fazer tudo o que tem em mente. Por mais que você se programe, as opções de roteiros são inúmeras e será inevitável ter que abrir mão de algum destino em detrimento a outro.

Se o sudeste asiático for seu número, pode ter certeza que você vai querer voltar, além de ser uma viagem cheia de boas surpresas, aventuras e tradições e costumes diferentes, esse roteiro ainda é bem camarada para o seu próprio bolso.

Halong Bay, um destino imperdível no Vietnã

Halong Bay, um destino imperdível no Vietnã

Eu gosto de planejar meus roteiros de viagem com calma e não curto muito a ideia de me jogar na estrada sem alguns pontos previamente decididos. No final das contas, essa aventura pode custar mais tempo e dinheiro do que se você tivesse investido mais na etapa de planejamento.

As tradições e a religiosidade no Sudeste Asiático são muito presentes em todos os países da região

As tradições e a religiosidade no Sudeste Asiático são muito presentes em todos os países da região

Você provavelmente vai querer passar pelos, quase clássicos, Laos, Mianmar, Vietnã, Camboja, Tailândia e Malásia, por isso, invista entre 20 e 40 dias de viagem para conseguir aproveitar tudo com calma, minimizar os efeitos da diferença de fuso-horário e ainda descansar o corpo dos longos trajetos entre um destino e outro.

Os templos de Angkor Wat, no Camboja, beleza e espiritualidade

Os templos de Angkor Wat, no Camboja, beleza e espiritualidade

Bangkok, Cingapura e Kuala Lumpur são os principais pontos de entrada e saída de uma viagem pelo sudeste asiático, por isso, tente montar um roteiro circular entre essas três cidades e organize suas paradas evitando voos com escala e longas conexões.

A cachoeira de Kuang SI, no Laos. O Sudeste Asiático é repleto de maravilhas da natureza

A cachoeira de Kuang SI, no Laos. O Sudeste Asiático é repleto de maravilhas da natureza

Com um bom planejamento, você pode conseguir ofertas ainda melhores, evitar viajar durante o período das monções e até se prevenir de possíveis dores de cabeça com relação à documentação necessária e vistos para turistas.

E por falar em melhor época para viajar pelo sudeste asiático, estamos passando por ela. O ideal é sempre viajar entre novembro e março, uma ótima alternativa para quem procura um roteiro diferente para aproveitar as férias mais o recesso de final de ano no Brasil. Mas atenção: antes de fechar seu roteiro, confirme o calendário das monções de cada país que pretende visitar, pois elas costumam variar entre uma região e outra.

Outro detalhe importante: vale a pena tomar alguns cuidados com a sua saúde. Consulte um médico especializado em medicina do viajante e busque informações sobre a necessidade de tomar determinadas vacinas, além de não esquecer de providenciar a sua carteira de vacinação internacional junto à Anvisa.

A culinária na região é muito variada e o melhor, é possível comer pratos sem tanta pimenta, ao contrário do que muitos dizem

A culinária na região é muito variada e o melhor, é possível comer pratos sem tanta pimenta, ao contrário do que muitos dizem

A mala é mais um detalhe importante da sua viagem. Tente viajar o mais leve possível, isso vai facilitar na hora sua locomoção, mas não deixe de levar uma farmacinha básica, com kit de primeiros socorros e os remédios que você está acostumado a tomar para dores de cabeça, enjoo, dores estomacais, gripe, alergia e outros tipos de mal-estar. Nessas horas nem pense em viajar sem um bom seguro viagem. Repelente, chapéu, hidratante e protetor solar também são itens indispensáveis.

No quesito roupas, é necessário incluir algumas peças que protejam suas pernas e ombros, pois algumas regiões ainda são bem conservadoras e pedem vestimentas mais adequadas. Para as mulheres, é sempre importante ter algum lenço à mão para cobrir a cabeça se preciso.

Afinal, qual moeda levar? Viajando entre tantos países diferentes, essa dúvida vai surgir mais cedo ou mais tarde. A dica básica é sempre levar dólares em espécie e habilitar seu cartão de crédito para compras internacionais e o cartão de débito na função saque internacional.

E o idioma? Ele pode ser uma barreira na hora da comunicação? Muitos viajantes garantem que é tranquilo viajar por essa região falando inglês. São destinos acostumados a receber pessoas do mundo todo, por isso vá tranquilo!

Sempre me perguntam sobre segurança em viagens. E então, é seguro viajar pelo sudeste asiático? De maneira geral, é relativamente seguro viajar por esses países, mas vale tomar todos os cuidados e precauções que você tomaria ao viajar por qualquer grande centro urbano no Brasil. Nada de dar bobeira com a mochila aberta, deixar a carteira à vista ou descuidar da sua câmera fotográfica.

Por fim, invista um tempo pesquisando mais sobre os países, vendo filmes e lendo livros que vão ajudar a te preparar para a grande experiência que é viajar para países tão ecléticos e surpreendentes.

Compartilhe
0
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)