Compartilhe
10

Uma viagem perfeita pela Itália com as dicas da Anelise do Post Italy

Todo mundo sonha em um dia conhecer a Itália. É inegável a paixão que o país disperta no nosso imaginário. Dos filmes clássicos, as novelas ítalo-brasileiras, a famosa gastronomia, viajar pelo país é cair de amores por histórias riquíssimas e por cenários que desafiam qualquer dicionário cheio de adjetivos. Se você, assim como eu, desaja um dia fazer uma viagem inesquecível pela Itália, não perca as dicas certeiras da Anelise, uma jornalista brasileira que mora em Roma desde 2001 e mantém o blog Post Italy, cheio de informação sobre os principais destinos italianos.

A bela cidade de Vernazza (Foto: Alfredo Santucci)

A bela cidade de Vernazza (Foto: Alfredo Santucci)

Viajando com a Expedia: Por onde começar a organizar um roteiro de viagem pela Itália?

Blog Post Italy: Comece planejando questões burocráticas. Evitar imprevistos é a melhor maneira de aproveitar ao máximo a sua viagem. Para quem chega à Itália saindo do Brasil, os aeroportos principais para voos diretos são Milano Malpensa e Roma Fiumicino. Sugiro que Roma seja a sua primeira parada porque encontra-se em uma posição central e estratégica para eventuais viagens de um ou mais dias de trem ou de ônibus para as demais cidades da região.

Para o turista brasileiro, não é necessário visto para entrar no país se a sua permanência não superar 90 dias. No entanto, é obrigatório apresentar um passaporte válido por no mínimo seis meses, um comprovante de hospedagem e dinheiro suficiente para se manter durante a sua estadia. Itália e Brasil assinaram um acordo que garante recíproca assistência médico-hospitalar aos seus cidadãos, mas para usufruir desse benefício é necessário ser contribuinte ou beneficiário do INSS. Você deve solicitar o chamado Certificado de Direito a Assistência Médica (CDAM) no posto autorizado do INSS brasileiro. Se preferir um processo mais ágil, faça um seguro privado.

Troque seus reais por euros antes de sair do Brasil e evite as casas de câmbio dos aeroportos. Anote os telefones dos principais consulados do Brasil na Itália e os números de emergência 112 e 113 (Carabinieri/Polizia). Informe-se sobre as taxas de hospedagem cobradas nas principais cidades italianas (em média entre 1 e 5 euros) e, se pretende dirigir na Itália, além da Carteira Nacional de Habilitação, peça a Permissão Internacional para Dirigir (PID) no Detran de sua cidade.

Vaticano, o destino clássico (Foto: Alfredo Santucci)

Vaticano, o destino clássico (Foto: Alfredo Santucci)

Viajando com a Expedia: Quais cidades são imperdíveis para uma primeira visita ao país?

Blog Post Italy:  Não é por acaso que a Itália é conhecida como o Bel Paese. Graças a suas belezas naturais e ao seu rico patrimônio histórico, artístico e arquitetônico, o país é aquele com o maior número de sítios incluídos na lista de Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. Escolher quais cidades incluir em uma primeira viagem não é uma tarefa fácil porque cada lugar é um concentrado de atrações.

Na Itália até os pequenos vilarejos escondem tesouros como um afresco renascentista, uma igreja barroca, uma paisagem de tirar o fôlego, uma festa tradicional ou receitas herdadas de geração a geração. Não há como estabelecer hierarquias quando tudo ao seu redor possui um valor inestimável.

A lista de cidades que incluiria em uma primeira viagem para a Itália depende, obviamente, do tempo de permanência no país e do orçamento à disposição. Entre as cidades imperdíveis, além de Roma, seguindo na direção norte Veneza e Florença podem ser metas de pelo menos um dia em uma viagem aérea ou ferroviária.

Para quem procura a Toscana mais cenográfica – aquela das colinas penteadas dos cartões postais, dos vinhos de prestígio e das oliveiras – depois da parada de Florença sugiro esticar a viagem até a Vale do Rio Orcia em uma viagem de carro. Nessa região da Toscana, cidades como Pienza ou Montepulciano são verdadeiras joias arquitetônicas que serviram de cenário para a série televisiva Medici: Masters of Florence, com estreia em breve na América Latina. Bagno Vignoni é um burgo de poucas casas com uma piscina de água termal m sua praça principal e Montalcino dispensa apresentações.

Para quem procura paisagens encantadoras, a viagem de carro ao norte do país pode seguir até a região da Liguria, famosa pelas Cinque Terre. Como não encantar-se diante de cidadezinhas espremidas entre o mar e as montanhas decoradas por vinhedos e casas coloridas?

Na direção oposta, se sua meta é o sul da Itália, além da Costa Amalfitana, um must see, a região da Puglia – arcaica e ensolarada- também é um ótimo destino para descobrir uma Itália autêntica. No centro histórico de Bari é possível circular por seus becos e vielas e assistir cenas como aquelas de mulheres que realizam artesanalmente o macarrão chamado de orecchiette (orelhinha). De lá seguiria viagem até Polignano a Mare, Alberobello e Matera (na Basilicata).

Pienza (Foto: Alfredo Santucci)

Pienza (Foto: Alfredo Santucci)

Viajando com a Expedia: Quanto tempo você indica em cada um desses lugares?

Blog Post Italy: Eu faria uma viagem de duas semanas porque visitar a Itália rapidamente significa perder a chance de conhecer lugares incríveis. Nesses 14 dias, organizaria a viagem da seguinte maneira: 2 dias em Roma, 1 dia em Florença e 2 dias na Vale do Rio Orcia, 1 dia em Veneza, 2 dias em Cinque Terre, 2 dias na Costa Amalfitana, 3 dias na Puglia/Basilicata e 1 dia para organizar a viagem de volta para Roma.

Em Roma, a visita ao Coliseu é imperdível (Fptp: Alfredo Santucci)

Em Roma, a visita ao Coliseu é imperdível (Fptp: Alfredo Santucci)

Viajando com a Expedia: Tem alguma dica de economia ou como economizar em uma viagem pela Itália?

Blog Post Italy: Economizar depende do número de pessoas que viajam. Se se trata de um grupo ou de uma família numerosa, o aluguel de um carro pode ser mais conveniente do que as passagens aéreas ou ferroviárias.

Para as passagens de trem, saiba que comprá-las com antecedência significa economizar bastante.

Em Roma, é possível comprar bilhetes de transporte mais baratos de acordo com o número de dias de permanência na cidade ou o Roma Pass, que conjuga transportes com ingressos de atrações e museus da cidade.

Também vale a pena lembrar que todo primeiro domingo do mês a entrada em muitos museus e áreas arqueológicas da capital é gratuita, inclusive para estrangeiros.

Nas cafeterias, consuma no balcão em vez de sentar-se porque os preços são diferenciados para quem prefere ser servido na mesa. Não gaste com garrafas de água mineral. Prefira as inúmeras fontes de água potável espalhadas na cidade, chamadas de nasoni (narigões). Aproveite a grande variedade de opções gastronômicas como pizza al taglio (pizza aos pedaços) e outras delícias do street food italiano (piadina, supplì, focaccia etc) evitando os gastos com restaurantes.

Montepulciano (Foto: Alfredo Santucci)

Montepulciano (Foto: Alfredo Santucci)

Viajando com a Expedia: Vale a pena visitar as famosas regiões litorâneas do país entre o outono e o inverno?

Blog Post Italy: A Itália possui um clima temperado e quase nunca extremo, salvo em raras exceções. Pessoalmente, visitaria o país na primavera ou antes da chegada do outono porque a temperatura é agradável e o sol dura até mais a tarde. No verão, o calor excessivo de cidades como Roma ou Florença coloca o turista a dura prova e em agosto (ápice do período de férias dos italianos), você poderá encontrar muitas lojas do comércio fechadas. Isso vale, principalmente, para o ferragosto, o feriado de 15 de agosto.No inverno os dias são mais curtos, podem ocorrer chuvas e o número de horas de luz é reduzido. Em lugares como a Liguria enchentes e tempestades são frequentes. Por isso evitaria visitar as regiões litorâneas em pleno inverno. Buon viaggio!

Compartilhe
10
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)