Compartilhe
0

Top 10 lugares históricos que você precisa conhecer em São Paulo

São Paulo é um centro de convergência de toda a América do Sul, hub de muitas rotas internacionais e nacionais, e destino rico em atrações para uma boa viagem de férias. Você, que vai fazer escala por lá, já pensou em ficar uns dias na cidade antes de seguir a sua viagem pelo mundo? Mais do que um grande polo de empresas e movimentos gastronômicos, a cidade também tem muito a oferecer para o viajante que gosta de metrópoles animadas e eventos culturais. Para conhecer mais sobre a trajetória da capital, reunimos alguns lugares históricos para você curtir São Paulo sob um outro ângulo. Aliás, esse roteiro também é perfeito para quem vai passar um final de semana por lá ou para quem quer curtir um feriado prolongado.

Entre as idas e vindas desse roteiro histórico, você certamente vai passar pelo Vale do Anhangabaú, que também vale uma parada para fotos

Entre as idas e vindas desse roteiro histórico, você certamente vai passar pelo Vale do Anhangabaú, que também vale uma parada para fotos

Por mais clichê que possa parecer, é impossível começar um roteiro histórico por São Paulo sem incluir uma visita ao Pátio do Colégio, o local emblemático que foi lar dos Jesuítas e palco da cerimônia oficial de fundação da cidade. Lá, você também vai poder visitar o Museu e a Capela Padre Anchieta, que foram construídos em 1979 e até hoje guardam um acervo de 700 objetos, como as relíquias do próprio beato, a maquete da cidade no século 19 e obras de arte sacra.

Comece seu roteiro histórico por esse emblema do centro velho de São Paulo, o Pátio do Colégio

Comece seu roteiro histórico por esse emblema do centro velho de São Paulo, o Pátio do Colégio

Outro cartão postal importante em um passeio histórico por São Paulo é o Mosteiro de São Bento. Ele foi construído em 1598, mas sua abadia foi criada apenas de 1634. Outro bom motivo para visitá-lo é a lojinha especial onde os monges vendem pães, bolos, doces, biscoitos e geleias feitas por eles mesmos seguindo tradições seculares. Se a fome bater ou você preferir terminar o dia em um clima mais descontraído, o Bar Salve Jorge é uma boa pedia e fica pertinho do Mosteiro.

No mosteiro de São Paulo, além do passeio, você ainda pode curtir o café, os bolos e demais delícias preparados pelos monges (Crédito da foto: www.flickr.com/Diego_3336 - Creative Commons License)

No mosteiro de São Bento, além do passeio, você ainda pode curtir o café, os bolos e demais delícias preparados pelos monges (Crédito da foto: www.flickr.com/Diego_3336 – Creative Commons License)

Da vida reclusa dos monges beneditinos direto para as aventuras da antiga monarquia luso-brasileira: outro ponto interessante é o Solar da Marquesa, bem no centro da cidade. Construída em 1834, a casa foi moradia da marquesa de Santos, amante do imperador Dom Pedro I. Como o prédio fica ao lado do Pátio do Colégio, a visita pode ser conjugada.

A Paulista é a São Paulo que nunca para: carros, ônibus, metrô, bicicletas e muita, muita gente apressada!

A Paulista é a São Paulo que nunca para: carros, ônibus, metrô, bicicletas e muita, muita gente apressada!

Um dos grandes símbolos da capital e sempre palco de manifestações e movimentos populares históricos, a Avenida Paulista não poderia ficar de fora desse roteiro. Construída em 1891, ela já foi casa de grandes barões do café e, hoje, abriga grandes prédios comerciais e se divide entre o trânsito intenso dos carros e ônibus e as faixas da nova ciclovia. Alguns dos casarios históricos conseguiram sobreviver à forte especulação imobiliária da região. Por lá, não deixe de dar uma voltinha pelo emblemático parque Trianon.

Uma visita ao espetacular acervo do MASP vai fazer seu passeio pela Paulista ainda mais especial

Uma visita ao espetacular acervo do MASP vai fazer seu passeio pela Paulista ainda mais especial

Aproveite o passeio pelo parque e atravesse a rua para conhecer o MASP, o museu de arte de São Paulo que guarda obras de artistas renomados como Van Gogh, Rafael e nomes do movimento modernista brasileiro. Ah! O restaurante do MASP também é ótimo. Outra dica para curtir bons drinks e um menu bem saboroso na região é o restaurante Spot, na Alameda Ministro Rocha Azevedo.

Na região da Luz, você ainda pode conhecer a Pinoteca, o Museu da Língua Portuguesa e a Sala Júlio Prestes

Na região da Luz, você ainda pode conhecer a Pinoteca, o Museu da Língua Portuguesa e a Sala Júlio Prestes

Um clássico das fotos de São Paulo no Instagram, a Estação da Luz foi construída em 1901 e inspirada na Abadia de Westminster de Londres. Por ela, passaram muitos imigrantes que chegaram à cidade no século 20. Bem pertinho, você pode complementar essa visita passeando pelo sempre elogiado Museu da Língua Portuguesa, pela fabulosa Pinacoteca e terminando na Sala São Paulo, palco de grandes concertos de música clássica.

A Pinacoteca do Estado de São Paulo é outro reduto da arte que merece sua visita (Crédito da foto: www.flickr.com/Rodrigo_Soldon - Creative Commons License)

A Pinacoteca do Estado de São Paulo é outro reduto da arte que merece sua visita (Crédito da foto: www.flickr.com/Rodrigo_Soldon – Creative Commons License)

Se a fome bater, siga para a Casa do Aras, uma lanchonete meio brasileira meio armênia que tem um sanduíche à base de pão sírio grelhado com carne crua de kafta como carro-chefe.

Este prédio de quase cem anos abriga o Mercadão, casa do sanduíche de mortadela e do pastel de bacalhau (Crédito da foto: www.flickr.com/416style - Creative Commons License)

Este prédio de quase cem anos abriga o Mercadão, casa do sanduíche de mortadela e do pastel de bacalhau (Crédito da foto: www.flickr.com/416style – Creative Commons License)

Outra figurinha carimbada e super conhecida na cidade, o Mercado Municipal de São Paulo, conhecido como Mercadão, foi construído em 1933 e hoje é muito procurado graças ao famoso e enorme lanche de mortadela e ao pastel de bacalhau. Além das guloseimas, se puder, aproveite para fazer compras, pois os produtos do Mercadão são de altíssima qualidade.

O Edifício Martinelli, construído em 1929 e idealizado pelo italiano Giuseppe Martinelli, leva o título de primeiro arranha-céus da América Latina. A construção fica no centro, entre a rua São Bento, a famosa Avenida São João e a rua Libero Badaró. O prédio é tão visitado que oferece até visita guiada para quem quer conhecer mais sobre esse trecho da história paulistana.

Esta região do centro de São Paulo concentra prédio incríveis, como o Copan, o edifício Itália e o edifício Martinelli

Esta região do centro de São Paulo concentra prédio incríveis, como o Copan, o edifício Itália e o edifício Martinelli

Do alto do terraço é possível avistar o Vale do Anhangabaú, o Mosteiro de São Bento e a Catedral da Sé. O Café Martinelli Midi, no próprio edifício, é o ponto perfeito para uma pausa durante esse roteiro.

A catedral, que fica exatamente no centro da cidade, é um dos seus principais cartões-postais - e não à toa

A catedral, que fica exatamente no centro da cidade, é um dos seus principais cartões-postais – e não à toa

Inaugurada em 1954 e considerada um dos cinco maiores templos neogóticos do mundo, a Catedral da Sé ocupa praticamente um quarteirão inteiro no centro de São Paulo. Também é possível visitar a cripta e a capela subterrânea, onde estão enterradas figuras importantes da história da cidade. A quase dois quilômetros da praça, próximo ao metrô República, fica o Bar Dona Onça, um complemento perfeito para esse dia. O bar é famoso pelo cardápio genuinamente brasileiro e pelas saborosas caipirinhas – uma visita a ele ainda te dá a oportunidade de ver de pertinho o edifício Copan, um dos clássicos da arquitetura paulistana, onde o bar fica.

Se tiver a oportunidade, não deixe de conferir ao vivo um concerto no deslumbrante Teatro Municipal

Se tiver a oportunidade, não deixe de conferir ao vivo um concerto no deslumbrante Teatro Municipal

Um dos ícones da cidade, o Teatro Municipal foi inspirado na Ópera de Paris e sua fachada conta com traços renascentistas e barrocos do século 17. Foi casa do movimento que marcou a arte no Brasil, a Semana de Arte Moderna de 1922. Hoje, é a residência oficial da Orquestra Sinfônica Municipal e do Balé da Cidade de São Paulo.

Para petiscar, fica a dica de outro clássico paulistano: a Casa Godinho. Aberto em 1888, o endereço é um empório que vende temperos a granel, postas de bacalhau, cachaças, vinhos e outros produtos gourmet. Além disso, a casa é famosa por suas empadas que até já foram muitas vezes premiadas.

Para tirar as melhores fotos da viagem, termine o roteiro com uma subida ao topo da Torre do Banespa

Para tirar as melhores fotos da viagem, termine o roteiro com uma subida ao topo da Torre do Banespa

Para ver São Paulo do alto, nada melhor do que curtir o final da tarde na Torre do Banespa. Inspirado no emblemático Empire State Building, de Nova York, o prédio tem 161 metros de altura, 35 andares e 14 elevadores. Foi inaugurado em 1974 e, por muitos anos, carregou o título de prédio mais alto da cidade. O mirante no alto do prédio proporciona uma vista incrível do skyline paulistano até a Serra da Cantareira e o Pico do Jaraguá.

Compartilhe
0
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)