Compartilhe
1

Se acabando de comer em Nápoles

Ô, cidade para comer bem e barato! E quando falo “bem”, quero dizer otimamente, com insumos frescos, sazonais; restaurantes e pizzarias com décadas de tradição; cozinheiros que dedicam a vida a fazer receitas tradicionais, cada vez melhor; amor por servir.

A bela vista panorâmica de Napóles

A bela vista panorâmica de Nápoles

Em Nápoles, comida é cultura não só na teoria: nota-se o orgulho da cozinha local em cada biboquinha, em cada doceria, em cada olhar de cozinheiro. Mesmos as casas “caça-turista” são melhores que seus pares no mundo. Mas já que dá pra comer insanamente bem, por que razão se contentar com menos?

Confira aqui algumas dicas imperdíveis na caótica, deliciosa e apaixonante Nápoles.

A bela pizza da Pizzeria da Concettina ai Tre Santi

A bela pizza da Pizzeria da Concettina ai Tre Santi

Para uma experiência familiar napoletana:
Pizzeria da Concettina ai Tre Santi

A da Concenttina é um fenômeno, trazendo gente de todos os cantos da cidade e do país (não está na rota turística e as mesas são repletas de famílias ruidosas), formando filas de espera de até duas horas. A razão é o talento do jovem pizzaiolo Ciro Oliva. Não perca as pizzas fritas – tradicionais – com ricota cremosa e pancetta.

Como a área em que é localizada não é das mais seguras, vá de táxi e chegue e saia na frente da pizzaria.

Ciro Slavo, da Pizzeria Salvo

Ciro Slavo, da Pizzeria Salvo

Para amar definitivamente a pizza napoletana:
Pizzeria Salvo

A melhor pizza que comi na vida foi ali. Massa elástica na medida, saborosa, com borda areada, ingredientes de primeira. O cuidado com é tanto que usam 12 tipos de azeites – variedades de azeitonas distintas – para harmonizar perfeitamente com cada cobertura.

A Salvo fica nos arredores de Nápoles e tem filas de espera constantes – o que não é nenhum surpresa, visto que elas existem em todo canto. A boa notícia é que abre para almoço e jantar e tem salão grande, para mais de 100 pessoas.

Além das pizzas sensacionais, os tradicionalíssimos fritos são de perder a compostura. Originariamente comida dos pobres em tempos de escassez (reaproveitavam as sobras do almoço), os fritti são uma atração à parte. Na Salvo, peça o macarrão com queijo empanado e frito e o panzarotti, bolinho de massa de batata recheado com queijo.

50 Kaló di Ciro Salvo

50 Kaló di Ciro Salvo

Para a pizza mais badalada da cidade:
50 Kaló di Ciro Salvo

Quando se olha do outro lado da rua, parece a entrada de uma balada mega-ultra-hypada dada a quantidade de gente aglomerada na calçada. Mas é a pizzaria 50 Kaló. São, em média, 3 horas de espera. Se vale? Olha, é realmente uma experiência e tanto.

O pizzaiolo Ciro Salvo (irmão do Salvo da pizzaria descrita acima) é fera no preparo de massas delicadas, leves, de borda aeradas e levemente tostadas que sustentam coberturas preparadas com excelentes ingredientes com selos de origem, como a de Carbonara,  marinara com escarola, papaccelle e provolone, ricota e mortadella… Por cerca de 10 euros compra-se a felicidade.

Se você quiser saber exatamente o que é a pizza napoletana, e todas suas peculiaridades (incluindo a longa fermentação, o uso de farinha italiana e o forno que deve atingir mais de 350 graus), acesse AQUI o site da Associazone Verace Pizza Napoletana.

Para gastar pouco e ser bem feliz:

Pizzeria & Trattoria al 22

Bom, barato, no centro e com o dono comprando tudo o que usa no mercado mais legal da cidade, Pigna Seca. Comida rústica, saborosa. Prove a Fresella – pão duro e seco consumido “umedecido” com tomate ou, no caso da foto, com azeite e limão – servido com polvo macio pacas, rúcula selvagem e azeitonas deliciosamente pouco salgadas e tenras da Sicília.

Compartilhe
1
Ailin Aleixo

Ailin Aleixo

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Ailin Aleixo é jornalista e há 15 anos escreve sobre gastronomia. Já foi editora de revistas como Viagem e Turismo, Época e VIP. Há seis anos criou um dos maiores sites de gastronomia e turismo gastronômico do país, o Gastrolândia.
Ailin Aleixo

Últimos posts por Ailin Aleixo (veja todos)