Compartilhe
0

São Paulo: para apresentar ao amigo gringo

“Purgatório da beleza e do caos”, a música da Fernanda Abreu fala sobre o Rio de Janeiro, mas essa definição também cabe perfeitamente para São Paulo, uma das metrópoles mais malucas e ricas – culturalmente falando – da América Latina. Nos últimos anos, a capital vem se transformando e abrindo mão daquela imagem de cidade sisuda, voltada apenas para os negócios para se projetar como um destino vibrante para quem vem de fora.

Se você vai receber um amigo gringo e não faz ideia de onde levá-lo, reunimos alguns programas diferentes para mostrar que São Paulo é tudo de bom. Antes disso, vale muito a pena conferir os outros textos que já publicamos com os programas mais clássicos pela cidade, isso vai incrementar e muito seu roteiro internacional.

Pronto! Agora podemos começar a segunda parte 🙂

Por dentro do Instituto Tomie Ohtake

Por dentro do Instituto Tomie Ohtake

Galerias de arte diferentes

La Mínima Galeria de Arte

A La Mínima Galeria de Arte fica em um lugar inusitado: no corredor de acesso à residência dos seus próprios idealizadores. Esse espaço é um convite à criatividade e um contraponto à pseudo limitação de espaço. A galeria recebe, desde 2012, exposições temporárias com trabalhos bem interessantes de pequeno e médio porte tanto de artistas nacionais, quanto da América do Sul. É um programa diferente dos grandes museus que estamos acostumados a ir. Visitas somente com hora marcada, escreva para laminimagaleria@gmail.com.

Instituto Tomie Ohtake

Inaugurado em 2001, o Instituto Tomie Ohtake chama a atenção de longe pelo seu prédio de traços bem modernos nas cores roxo e vermelho. Projetado por Ruy Ohtake, filho da artista que dá nome ao museu, o edifício foi inicialmente pensado para abrigar somente obras da própria Tomie, mas com o passar dos anos, também virou um local para revelação de jovens artistas. Nos últimos anos, o Instituto tem recebido exposições internacionais surpreendentes. Não deixe de conferir a programação atual aqui.

A esquina famosa de bares da Vila Madalena

A esquina famosa de bares da Vila Madalena

A rua mais famosa da Vila Madalena

A rua Aspicuelta é o coração da Vila Madalena, o bairro que ficou famoso pela enorme concentração de bares e lojinhas diferentes em São Paulo. Caminhar por ali é a certeza de encontrar um mundo de opções completamente diferentes daquilo que estamos acostumados a ver nos corredores dos grandes shoppings da cidade. Passe pela A queijaria, uma ode aos queijos nacionais, pela Simultânea, loja de multimarcas de designers da região, pela Japonique, dona de acessórios divertidos e itens da cultura pop japonesa e pelo Estúdio Manaus, ateliê galeria de objetos exclusivos de design e séries limitadas arte.

A rua que nunca dorme em São Paulo, a rua Augusta

A rua que nunca dorme em São Paulo, a rua Augusta

A rua da noite mais famosa

De noite a rua Augusta se transforma, mas durante o dia é um corre-corre danado de gente apressada caminhando para todos os lados. Andar por ali é a certeza de encontrar uma São Paulo completamente diferente da Oscar Freire. Comece o passeio pela Galeria Ouro Fino que fica entre as ruas Oscar Freire e Lorena. Ela é uma legítima galeria da década de 1960 com 4 andares de lojas diferentes e inusitadas, novos estilistas, estúdios de tatuagem e preserva aquele jeitão bem urbano que é a cara de São Paulo.

Para além do Ibirapuera: Parque da Água Branca

Com ares de parque à moda antiga, o Parque da Água Branca é um espaço dedicado às associações rurais, onde você encontrará uma área para fazer piqueniques e para as crianças brincarem. Ele tem ficado cada vez mais famoso graças à sua feira e seu café da manhã orgânico que acontecem sempre às terças, sábados e domingos.

Restaurantes bem brasileiros

São Paulo é, sem dúvidas, uma enorme capital gastronômica. É tarefa quase impossível elencar quais são os melhores restaurantes e bares para você levar um gringo. Para ter um gostinho especial do nosso tempero, eu ficaria com quatro diferentes sugestões: provar a tradicional coxinha do Veloso com uma caipirinha bem gelada; tomar um drink no final da tarde no Sky, o rooftop do hotel Unique; almoçar até perder a hora e provar todos os quitutes d’A Casa do Porco, o novo restaurante do chef Jefferson Rueda no centro de São Paulo; e quem sabe ainda se esbaldar no Tordesilhas — não deixe de provar o pastelzinho de entrada, a costelinha de porco com tutu de feijão e as sobremesas divinas!

Parque da Água Branca

Parque da Água Branca

 

 

Compartilhe
0
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)