Saint Martin, uma ilha com duas nacionalidades

Esta ilha de 37 quilômetros quadrados contém dois países, o lado francês, chamado St. Martin, e o lado holandês, chamado St. Maarten. Apesar de ambos os lados falarem inglês, eles ainda mantêm muitas das suas origens europeias com deliciosos queijos holandeses e franceses, grandes vinhos franceses, bons restaurantes e uma indiferença europeia para o topless e o nudismo.

Sendo um destino muito procurado, as passagens para St. Martin estão amplamente disponíveis nas agências de viagens online. Faça uma boa pesquisa, porque dependendo da época que você viajar, os preços podem mudar bastante.

A ilha tem tudo o que você precisa para mantê-lo ocupado dia e noite, mas se quiser, há praias escondidas para você encontrar paz e tranquilidade. Você poderá fazer caminhadas, ciclismo, windsurf ou andar de caiaque. O mergulho também é uma opção para você aproveitar as águas mornas e claras. Você pode mergulhar na costa em muitos pontos ou pegar um barco para levá-lo a lugares isolados.

St. Martin é a única ilha do Caribe, com cem por cento de lojas duty-free. Em Philipsburg, mais de 500 lojas vendem artigos de luxo, como artigos de couro, eletrônicos, câmeras, roupas de grife, relógios e joias com desconto. Marigot, no lado francês, oferece descontos semelhantes sobre perfumes, porcelana, joias e roupas.

O evento anual mais popular da ilha é o carnaval, que inclui desfiles, sendo que o principal deles coincide com o aniversário da rainha Beatriz dos Países Baixos e acontece no final de abril e início de maio.

A vida noturna é bem agitada, com muitos bares e bistrôs que tocam música ao vivo, principalmente reggae. Não há cassinos no lado francês, mas você vai encontrar uma dúzia deles no lado holandês, sendo que o Casino Royale é o maior deles.

Anterior Rotorua tem várias atrações geotérmicas
Próximo Oulu é uma das cidades mais ao norte do mundo

0 Comentários

Ainda sem comentários

Deixe um comentário

Simple Share Buttons