Programas diferentes para fazer em Berlim

Berlim é um dos principais destinos de viagem da Europa e, de todas as grandes capitais do continente, talvez seja a única que tem essa capacidade nata de se reinventar de tantas maneiras diferentes. Depois da unificação da Alemanha e da queda do muro nos anos 80, a cidade renasceu, se transformou na meca dos movimentos artísticos de vanguarda e, hoje, tem renovado a cena gastronômica de todo o país.

Clichê, mas é verdade: Berlim tem milhares de facetas e lá você vai encontrar uma programação rica e intensa mesmo passando longe do circuito turístico

Clichê, mas é verdade: Berlim tem milhares de facetas e lá você vai encontrar uma programação rica e intensa mesmo passando longe do circuito turístico

Viajar para Berlim vai fazer você se sentir em uma pura aula de história contemporânea. Por isso, provavelmente, não será possível conhecê-la detalhadamente de uma vez só. Ela é uma cidade tão plural que não cabe em poucos dias de férias e talvez seja esse o segredo da capital alemã: você precisa de mais de uma viagem para conseguir desvendá-la por completo – se é que você e eu vamos, um dia, conseguir este feito.

Berlim te reserva surpresas que vão muito além da clássica (e sempre lotada) visita aos lugares como o Portão de Brademburgo (Crédito da foto: Natalie Soares)

Berlim te reserva surpresas que vão muito além da clássica (e sempre lotada) visita aos lugares como o Portão de Brademburgo (Crédito da foto: Natalie Soares)

Se você já sabe o que fazer em Berlim, mas está procurando por programas diferentes na cidade, essas sugestões inusitadas podem dar um toque diferente e especial ao seu roteiro de viagem.

Kreuzberg

Enquanto Berlim ainda estava dividida, Kreuzberg era um antigo reduto de imigrantes, artistas e hippies. Entretanto, nos últimos anos, o bairro vem se transformando e atraindo novos olhares para essa região da cidade. Nessa área, além das inúmeras obras de street art, dos cafés e restaurantes moderninhos, e das pop-up stores, Kreuzberg também guarda um pedaço da emblemática East Side Gallery, uma parte do muro de Berlim com dezenas de grafites e pinturas de artistas diferentes que protestavam contra a separação – muitas delas você já deve ter visto nos livros de história do ensino médio.

Neste bairro super descolado, você vai encontrar obras de arte em todos os cantinhos

Neste bairro super descolado, você vai encontrar obras de arte em todos os cantinhos

Ah, e não esqueça de levar seu passaporte neste passeio, pois é possível carimbá-lo como se estivesse viajando de uma Alemanha para a outra.

O bairro também concentra feiras gastronômicas, como o mercado Markthalle 9, e restaurantes interessantíssimos, como o contemporâneo Herz & Niere, que você precisa conhecer pelo conceito e pela cozinha. Os rapazes de lá mandam muito bem!

Não deixe de visitar esse delicioso mercado de rua em Kreuzberg e comer como o povo da própria cidade

Não deixe de visitar esse delicioso mercado de rua em Kreuzberg e comer como o povo da própria cidade (Crédito da foto: Natalie Soares)

Aos domingos, o bairro recebe um dos mercados de pulgas mais famosos de Berlim, o Mauerpark Flea Market, lugar perfeito para garimpar peças antigas e bem diferentes para levar como lembrança e decorar sua casa.

Parque Temperhofer Freiheit

Ainda próximo de Kreuzberg fica o Tempelhof, um antigo aeroporto revitalizado e transformado em um grande parque e espaço de entretenimento ao ar livre. O local já serviu até como base aérea para os americanos antes de ser transformado em aeroporto comercial. Durantes os finais de semanas, os berlinenses tomam conta dessa área para praticar os mais diversos tipos de atividades ao ar livre e curtir cada segundo do sol.

Anti Pub Crawl

Uma maneira diferente de aproveitar a noite na cidade e não cair em nenhuma roubada pega-turista é fazer uma espécie de tour pelos bares mais underground de Berlim, chamado Anti Pub Crawl. Por 10 euros e com uma meia dúzia de drinks grátis, você vai passar por vários bares ao longo de quase cinco horas ao lado de um guia local e cheio de histórias engraçadas para contar.

Computerspielemuseum

Quem disse que visitar um museu não pode ser um programa descolado? Duvido que você já tenha imaginado encontrar um que fosse inteiramente dedicado aos videogames e aos jogos eletrônicos que você mais curtiu durante a sua infância.

O único museu dedicado aos videogames no mundo vai te levar de volta para sua infância. difícil vai ser ter vontade de ir embora (Crédito da foto: Natalie Soares)

O único museu dedicado aos videogames no mundo vai te levar de volta para sua infância. difícil vai ser ter vontade de ir embora (Crédito da foto: Natalie Soares)

Pois bem, em Berlim isso é possível. O Computerspielemuseum é o primeiro e, por enquanto, único museu do mundo cujo acervo busca contar a trajetória e a evolução dos videogames e dos seus precursores.

Muitos dos seus aparelhos estão disponíveis para uso e funcionando, ou seja, lá ainda é possível brincar com aquele videogame de primeira geração que você sempre sonhou em ter enquanto era criança ou com alguns que nem sabíamos que existiam. Confesso que é muito divertido!

Delicatessen Rogacki

Está procurando por um lugar onde comer em Berlim completamente fora do circuito turístico e que te proporcione uma verdadeira folia gastronômica sem assaltar seu bolso? Então anote essa dica fabulosa: Delicatessen Rogacki. Dizem que lá é possível encontrar mais de 150 tipos diferentes de queijos e 200 cortes de carnes, além de pães, doces, embutidos, vinhos, cervejas e defumados.

Boa comida alemã por um preço justo em um lugar incrível onde você terá uma experiência verdadeiramente berlinense: assim é a delicatessen Rogaki (Crédito da foto: Natalie Soares)

Boa comida alemã por um preço justo em um lugar incrível onde você terá uma experiência verdadeiramente berlinense: assim é a delicatessen Rogaki (Crédito da foto: Natalie Soares)

O Rogacki é um misto de mercado, café e restaurante e, apesar de haver algumas mesas (sempre lotadas) na frente do local, o mais interessante é provar, de pé mesmo, a mais pura e simples comida germânica do dia a dia junto com os moradores que passam sempre apresados por ali.

Entre, siga para a parte do fundo entrando pela porta à esquerda e pare no primeiro restaurante para comer o melhor filé de peixe empanado da cidade – e não deixe de perguntar pelo Nuno, um angolano super gente boa que conheci por lá.

Tiergarten

Sem dúvidas, você já deve ter ouvido falar do Tiergarten, o grande pulmão verde de Berlim e um dos maiores parques de toda Europa. Ele termina (ou começa, dependendo do referencial) no famoso Portão de Brandemburgo, pertinho do Monumento ao Holocausto. Essa localização faz do parque um passeio perfeito para o fim de tarde.

Não deixe de visitar o principal parque de Berlim e deixar as horas correrem enquanto você curte paz e sossego em meio ao verde (Crédito da foto: Natalie Soares)

Não deixe de visitar o principal parque de Berlim e deixar as horas correrem enquanto você curte paz e sossego em meio ao verde (Crédito da foto: Natalie Soares)

Seus mais de 210 hectares fazem a alegria dos moradores e dos viajantes que se encontram para descansar, curtir um piquenique no final da tarde, fazer atividade física, meditar, caminhar, pedalar ou simplesmente ver a vida passar – principalmente durante os meses mais quentes do ano. E, por falar em pedalar, uma maneira bem curiosa de visitar o parque é em cima de uma bike-táxi.

Outra opção super berlinense de passeio é percorrer o Tiergarten de bike-táxi (Crédito da foto: Natalie Soares)

Outra opção super berlinense de passeio é percorrer o Tiergarten de bike-táxi (Crédito da foto: Natalie Soares)

Da Siegessäule – ou coluna da Vitória – até a outra ponta do parque, no Portão de Brandemburgo, são dois quilômetros, distância perfeita para “viajar” em uma bike-táxi. O programa é bem divertido, principalmente se você conseguir negociar com o motorista para te levar por dentro do parque. Se tiver a sorte de encontrar um motorista engraçado e cheio de histórias pra contar, então, será uma daquelas experiências para se lembrar pra sempre. Esse trecho deve custar em torno de 10 euros.

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *