Machu Picchu – conhecendo a cidade perdida dos Incas

Impossível não se encantar com as cenas de Machu Picchu na nova novela da Globo, Amor à Vida. Se você ficou ainda mais com vontade de conhecer este lugar mágico por conta própria, saiba que é bem mais fácil tirar esse sonho do papel do que você imagina. 😉

A melhor época para visitar as ruínas de Machu Picchu é durante o inverno, entre os meses de maio e setembro, pois esta é a época mais seca do ano na região. Aproveite, então, mais este motivo para você embarcar nessa viagem: estamos na melhor época para conhecer Machu Picchu. Aliás, já conferiu as ofertas de voos para o Peru?

Para chegar a Machu Picchu, uma dica fundamental é reservar um hotel em Aguas Calientes para a noite anterior à visita. Assim você consegue chegar bem cedinho ao parque e ainda aproveitar o nascer do sol que deixa toda a cidade dos Incas com um ar ainda mais especial e mágico. Esta opção também é uma boa maneira de escapar das grandes excursões que lotam as ruínas por volta das 10 horas da manhã.

Fique atento: para chegar a Aguas Calientes, povoado mais próximo de Machu Picchu, você precisa tomar um trem que sai de três cidades próximas a Cusco: Poroy, Ollantaytambo ou Urubamba. Você pode adquirir o ticket do trem diretamente no site da Peru Rail – companhia que opera esta linha no país.

Para ir de Aguas Calientes a Machu Picchu, você precisará comprar um ticket de van que o levará até a entrada da cidadela. A dica aqui é comprar o ticket assim que possível para evitar esta fila na hora do embarque. 😉

Quanto ao ingresso para Machu Picchu, não se preocupe. É possível comprá-lo pela internet por meio do site oficial de Machu Picchu.

Uma dica especial para você que gosta muito de história e quer enriquecer ainda mais seus momentos em Machu Picchu: contrate um guia local credenciado no órgão de turismo e faça um tour pelas ruínas. Esse tipo de auxílio ajuda, e muito, a entender o complexo funcionamento da cidade perdida dos Incas.

Se você pretende colocar uma dose extra de emoção na sua experiência, não deixe de se aventurar em Huayna Picchu – uma das montanhas que cercam a cidade perdida – subindo as centenas de degraus existentes pelo caminho até seu topo. Neste caso, não se esqueça de comprar o ticket combinado Machu Picchu + Huayna Picchu, pois sem ele você não terá acesso a esta trilha especial que vale cada degrau. A vista de toda a Machu Picchu aos seus pés é inesquecível!

Natalie Soares

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)