Hamburgo: a nova Berlim

Eu não sabia direito o que havia me levado até Hamburgo. A ideia inicial era completar o circuito de promoção turística chamado “cidades mágicas” que reúne os principais destinos da Alemanha. Que sorte a minha ter seguido por esse caminho na minha quinta passagem pelo país. Hamburgo é uma das cidades mais cosmopolitas e modernas da Europa e fiquei surpresa com tudo o que vi: novos projetos de urbanismo e revitalização, museus, parques e vida urbana.

Hamburgo é uma cidade tão latente que a comparação – boa – com Berlim foi quase imediata e inevitável. Eu só conseguia pensar: “se as pessoas são apaixonadas por Berlim, por que mesmo ainda não conhecem Hamburgo”?

Para chegar é bem fácil: a viagem de trem entre Hamburgo e Berlim leva apenas 1h30 e ela também está conectada com outros destinos como Frankfurt, Bremen e Dinamarca.

Bela imagem do Porto de Hamburgo

Bela imagem do Porto de Hamburgo

Então aí vão ótimo motivos para você mudar seu roteiro de viagem e colocar Hamburgo na sua rota:

Almoçar ou jantar no Bullerei

O chef Tim Maelzer é considerado o Jamie Oliver da Alemanha. Seu restaurante, o Bullerei, fica num antigo galpão e tem uma decoração muito descolada. Almoçar por ali é um programão imperdível em Hamburgo. De noite, o restaurante abre seu salão para servir um refinado e cobiçado jantar.

O salão do Bullerei

O salão do Bullerei

Conhecer o bairro Schanzenviertel

Schanzenviertel, apesar do nome difícil, é um dos bairros mais legais da cidade. Ele começou a se desenvolver com a chegada dos estudantes e artistas na década de 1980 e hoje é um importante centro para o movimento de contracultura local. Hoje ele abriga vários escritórios de empresas relacionadas à economia criativa e muitas feiras culturais. Não deixe de se perder pela Marktstrasse, onde estão várias lojas de designers locais com produtos quase irresistíveis.

O incrível bairro de Schanzenviertel

O incrível bairro de Schanzenviertel

Se perder nos rótulos da Ratsherrn Brauerei GmbH

Além de fabricarem suas próprias cervejas, a Ratsherrn tem uma loja especializada no assunto que vende mais de 400 rótulos diferentes da Europa inteira. É pra cervejeiro nenhum botar defeito! O espaço ainda tem um pátio interno bem bacana para quem quiser tomar a bebida ali mesmo.

As cervejas da Ratsherrn Brauerei GmbH

As cervejas da Ratsherrn Brauerei GmbH

Dar uma espiada na região de Saint Pauli

A região de Saint Pauli pode ser considerada o verdadeiro Red Light District. Esqueça a versão mais suave de Amsterdam, esse bairro tem muito mais vida e concentra vários bares, casas de shows e uma noite muito curiosa. Ele fica perto da zona portuária e é cheio de grafites, lambe-lambes e tem uma estátua em homenagem aos Beatles que viveram na cidade momentos importantes da sua história. Ainda nessa área, o bar Saint and Sinners é bom para comer tacos e hambúrguer.

A região de Saint Pauli

A região de Saint Pauli

Visitar o Museu Marítimo

É difícil acreditar no tamanho do acervo do Museu Marítimo de Hamburgo. São oito andares impressionantes que contam tudo sobre a história da navegação. O prédio é lindo e a maneira como as peças estão dispostas também é muito interessante. É um programão na cidade!

Fazer um passeio de barco pelo porto

Hamburgo oferece vários passeios de barco pela sua região portuária, considerada uma das maiores do mundo. É muito curioso ver como tudo aquilo funciona e ainda ver algumas praias pelo caminho. Os passeios também passam pela parte de traz do famoso prédio da filarmônica da cidade.

Apreciar a nova e polêmica filarmônica de Hamburgo

Depois de atrasos nas obras e muita polêmica envolvendo os arquitetos, a prefeitura e os idealizadores, finalmente está marcada a data de inauguração da nova filarmônica de Hamburgo: janeiro de 2017 será um marco para a cidade. Quando abrirem as portas, ela já será considerada uma das dez melhores do mundo. Dentro desse prédio todo modernoso, também serão inaugurados um hotel, bares e um restaurante.

Filarmônica de Hamburgo

Filarmônica de Hamburgo

Caminhar pelo HafenCity

Saindo do hotel 25 Hours – que por sinal é um ótimo lugar para jantar e tomar bons drinks – caminhar por HafenCity é uma delícia, principalmente para quem gosta de arquitetura moderna, mas não estranhe se você perceber que alguns trechos ainda não estão “prontos”.

Essa área está prevista para ser finalizada apenas em 2025 como parte de um projeto macro de revitalização, modernização e sustentabilidade de Hamburgo.

Warehouse district ou Speicherstadt

A região de Speicherstadt entrou para a lista dos patrimônios da Unesco este ano e foi considerada o conjunto mais completo desse gênero no mundo. São grandes galpões feitos com tijolinhos vermelhos que criam uma identidade muito especial. Hoje muitos desses armazéns guardam tapetes do oriente que são vendidos pelo mundo todo.

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)

  • Mayla

    Adorei o post! Hamburgo é uma cidade muito linda, e cheia de atrações maravilhosas, ótima vida cultural e muito fácil de se locomover.