Guiana Francesa: você precisa conhecer

Já pensou em expandir seus horizontes numa viagem pela América Latina e explorar outros países menos conhecidos como a Guiana Francesa? Você pode se surpreender com suas belezas naturais e tradições ainda intocadas desse pequeno país que faz fronteira com o Brasil e com o Suriname.

Tendo 90% do seu território formado pela floresta amazônica caribenha, a Guiana vem se transformando em um destino de ecoturismo e pesca esportiva, principalmente entre os viajantes que buscam experiências mais genuínas. Os cenários naturais são sem iguais.

A Guiana Francesa possui muitas belezas naturais, desde praias até cachoeiras e trilhas na floresta

A Guiana Francesa possui muitas belezas naturais, desde praias até cachoeiras e trilhas na floresta

Um bom exemplo disso é a navegação de canoa pelo rio Maroni, considerada um dos passeios mais autênticos pela região, onde, ao longo do caminho, você ainda poderá conhecer um pouco do povo bushinegé. A Guiana Francesa é ótimo destino para quem gosta de fazer observação de animais e conhecer mais sobre a flora local.

A data mais celebrada no país é seu carnaval, que acontece geralmente em fevereiro, quando as touloulous, rainhas da noite, tomam contas das ruas das cidades.

O passeio de canoa pelo rio Maroni é imperdível

O passeio de canoa pelo rio Maroni é imperdível

Apesar de ouvirmos falar muito pouco sobre o nosso vizinho, o país foi colonizado pelos franceses ainda em meados do século XVII e em Caiena, sua capital, ainda é possível encontrar muitos dos descendentes de indígenas daquela época.

A Reserva natural do Amana, as cachoeiras de Voltaires – também conhecidas por Voltaires Falls Trail –, a praia de Mont Joly e a Marsh Kaw são destinos fundamentais para quem organiza uma viagem pelo país. Só não esqueça de colocar na mala uma dose extra de paciência com a logísticas ainda limitada por aqueles lados do nosso mapa.

Para viajar para a Guiana Francesa de avião, seu ponto de entrada será Caiena, e não será preciso nenhum visto, apenas da apresentação do seu RG ou passaporte. Por ser uma ex-colônia francesa, a língua oficial é o francês e a moeda adotada é o euro, isso mesmo, o danadinho do euro. A temperatura, que segue um clima equatoriano, costuma variar de 26 a 33 graus.

Bela natureza da Guiana Francesa

Bela natureza da Guiana Francesa

Para voar até lá, é preciso seguir viagem saindo de Belém com a Azul ou com o Surinam Airways. A azul opera voos diretos para Caiena, a capital da Guiana Francesa, saindo de Belém no Pará e o trajeto dura 2h10. Esse foi o primeiro trecho internacional da cia que começou a ser operado apenas em meados do ano passado.

Centro de Caiena

Centro de Caiena

Outra opção é seguir e fazer a travessia de barco a partir do Oiapoque, no Amapá, de onde partem embarcações a cada 15 minutos pelo rio Oiapoque até chegar ao território da Guiana Francesa. Por terra, o acesso é feito pela BR 401, mas vá preparado para encontrar condições de estrada bem precárias.

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)