Entrevista do mês: dicas de como e onde viajar em família

Para começar o ano bem e planejando muitas viagens, entrevistamos um pessoal que é craque no assunto. Convidamos alguns dos principais blogueiros de viagem em família do Brasil para compartilharem dicas e deixarem alguns pitacos para as famílias que querem cair na estrada e não sabem como organizar seus roteiros. Para famílias grandes ou pequenas, não tenham medo e ganhem a estrada.

Crianças são um público cada vez mais atendido pelas redes hoteleiras e atrações como parques temáticos, pequenos detalhes estão por toda parte à espero dos pequenos

As crianças são um público cada vez mais atendido pelas redes hoteleiras e atrações como parques temáticos e resorts, pequenos detalhes estão por toda parte à espero dos pequenos

Viajando com a Expedia: Como viajar de avião com uma criança pequena? Quais dicas você costuma dar para os pais de primeira viagem?

Sut-Mie Guibert  (blog Viajando com Pimpolhos):  Um dos maiores medos dos pais que viajam de avião com uma criança pequena é que ela chore durante o voo todo. Atire a primeira pedra quem nunca passou por essa situação horrorosa para todos, tanto para o bebê, quanto para os pais ou para o resto do avião. Por isso costumo seguir alguns truques básicos para evitar que isso aconteça (sem garantias, porque cada criança é única):

– Antes de mais nada, tente não ficar ansioso com a viagem, pois a criança sente tudo.

– Leve um kit na mala de mão com basicamente o mesmo de qualquer passeio: algumas fraldas, muda de roupa (inclusive uma camiseta para você), trocador, lenços umedecidos, mamadeira com leite em pó, chupeta, biscoitos ou frutas, uma garrafa de água comprada após o raio X, algum brinquedinho/livro de colorir e algum objetos preferidos da criança como o soninho/paninho e uma pelúcia. Geralmente, eu sugiro levar tudo isso numa mochila ou bolsa lateral para ter as mãos livres para cuidar dela.

– Reserve o assento da janela: crianças gostam de ficar na janela e já é uma distração poder olhar para fora, ver outros aviões. Também é bom para a família ter esse “cantinho” reservado; melhor do que ficar exposto ao corredor com a tentação de querer sair andando.

– Se for bebê, é bom tentar reservar a primeira fila e solicitar berço para voos internacionais. Se a criança já não couber no berço, é melhor escolher a partir da segunda fila, porque na primeira, o encosto do braço não levanta e, assim, ela não consegue dormir com a cabeça no seu colo. Gosto de ficar o mais na frente possível para entrar e sair logo do avião, mas cada família tem a sua estratégia, algumas preferem entrar por último para a criança não estressar esperando que todos se instalem.

– Refeição: muitas companhias internacionais têm kits e refeição infantil que chega antes das demais, assim, você ajuda a criança a comer e, quando seu prato chega, ela já está dormindo ou se distraindo com alguma coisa e você pode se alimentar com mais calma.

– Segurança: no que diz respeito à segurança, crianças de até dois anos não têm assento próprio, ficam no seu colo, mas em voos internacionais, muitas companhias oferecem um cinto próprio para a criança que se acopla ao do adulto. Para bebês acostumados, um sling/carregador pode ser bem útil, assim a criança dorme colada ao seu corpo (que está de cinto). É bom estar sempre de cinto, porque em caso de despressurização repentina, a criança que é leve pode ser jogada para o alto com força se estiver solta e se machucar.

– Documentos: outra dica importante é verificar os documentos do pequeno: passaporte (que agora já pode ter a filiação incluída), RG, Certidão de nascimento e a necessidade de visto ou autorização de viagem para sair do país com apenas um dos pais ou com terceiros. Tudo em vias originais. A cópia autenticada serve somente para voos nacionais, mas nunca cópias simples.

E a dica mais importante de todas: dar de mamar, beber, comer para que o bebê/criança pequena possa deglutir na hora da decolagem e aterrissagem, pois ele não sabe tirar a pressão do ouvido e só consegue fazê-lo dessa forma. Se nós sentimos pressão e eventualmente incômodo, imagine eles! Essa geralmente é uma das grandes razões do choro (tirando o sono, fome ou troca de fralda). Para crianças maiores, chupar bala de gelatina ou beber suco de caixinha também é ótimo.

Enfim, não desista nunca! Pais viajantes concordam que, no final, é sempre mais fácil viajar com bebês do que com crianças maiores que já correm, mexem em tudo e tem vontades próprias. Lembre-se que até os 2 anos, a criança não paga passagem, então aproveite! E quanto mais cedo começarem a formar o pequeno viajante, melhor, assim ele já vai se acostumando com tudo e as viagens vão ficando cada vez mais fáceis e prazerosas!

Os assentos na janela dos aviões são as melhores opções para viajar com crianças pequenas, a vista por si só já é uma distração e atrai os olhares curiosos

Os assentos na janela dos aviões são as melhores opções para viajar com crianças pequenas, a vista por si só já é uma distração e atrai os olhares curiosos

Viajando com a Expedia: Você tem alguma dica prática para quem está pensando em viajar com as crianças e não sabe por onde começar a organizar o roteiro?

Patricia Papp (blog Eu Viajo com Filhos): Mães que ainda não viajaram com filhos pequenos têm muitas inseguranças e para tornar o passeio mais tranquilo tenho duas dicas. A primeira é planejamento: pesquisar o destino, o hotel, os programas no local e a experiência de outras famílias é muito importante. Vale sempre pensar em algumas questões como: o hotel tem bercinho? Chove nesta época do ano? Quantas horas de voo? Com estas respostas fica mais fácil saber o que levar e o que esperar.

A segunda dica é entender que crianças pequenas ficam tranquilas se os pais estiverem tranquilos. Tudo que elas precisam é estarem limpas e alimentadas. Estando com os pais, elas estarão bem, principalmente quando a família está de férias. Quando os pais viajam com bebês, podem escolher o destino mais facilmente, tanto faz se é uma praia ou uma grande metrópole, elas vão estar bem!

Para mim, viajar com filhos é um momento muito especial em família, sem o estresse do dia a dia, sem celular tocando, sem pressa, uma ótima oportunidade de aproveitar a companhia das crianças!

A praia é sempre uma boa opção para viajar com crianças. O passeio em si, com a combinação natureza, brincadeiras e sol já relaxa e distrai crianças de todas as idades

A praia é sempre uma boa opção para viajar com crianças. O passeio em si, com a combinação natureza, brincadeiras e sol já relaxa e distrai crianças de todas as idades

Viajando com a Expedia: Qualquer destino combina com uma viagem em família? Quais roteiros são mais indicados para quem quer viajar com os pequenos?

Alexandra Aranovich (Blog Café Viagem): Eu acredito que toda e qualquer experiência em família é válida em viagem, independentemente do destino. Entretanto, se a sua família (casal e filhos) não tiver um espírito mais descolado e flexível, nem todos os lugares combinarão com esse tipo de viagem. É importante se adequar ao estilo de todos.

Para viajar com filhos pequenos, roteiros de praia como o Caribe, resorts, Estados Unidos, Serra Gaúcha e Punta del Este sempre vão bem. Destinos de praia ou lugares com bom entretenimento como Orlando e Gramado também são sempre pedidas certeiras.

Os parques da Disney ainda são o brilho dos olhos de toda criança, uma excelente viagem em família com uma estrutura bem equipada para pais e filhos

Os parques da Disney ainda são o brilho dos olhos de toda criança, uma excelente viagem em família com uma estrutura bem equipada para pais e filhos

Viajando com a Expedia: Quais são os melhores destinos para viajar com crianças em 2016?

Marcio Nel Cimatti (blog A Janela Laranja): 2016 é um ano em que as famílias poderão conhecer melhor os destinos brasileiros. Com a alta do dólar, talvez seja a hora de adiar ou de fazer viagens mais curtas ao exterior e aproveitar o que temos de melhor aqui no Brasil.

Os parques internacionais, como os da Disney, continuarão no sonho das famílias, mas temos alternativas bem interessantes por aqui. Temos pelo menos dois ótimos parques aquáticos, com boa estrutura, muita diversão para as crianças: o Beach Park, no Ceará, e o Hot Park do Rio Quente Resorts, em Goiás, são excelentes opções, onde as crianças se divertem muito. Ainda na linha de parques temáticos, o Beto Carrero World, em Santa Catarina, também é diversão garantida, com bons brinquedos e os personagens da Dreamworks, como a Turma do Madagascar.

Ao visitar o Beto Carrero World, aproveite para conhecer o Balneário Camboriú, suas praias, restaurantes e o parque Unipraias com seu belo teleférico e sua a tirolesa.

Outra dica é curtir as belezas naturais do Brasil. Destinos como as lindas praias de Carneiros, em Pernambuco, Praia do Forte, na Bahia, Daniela e Bombinhas, em Santa Catarina, e Barra do Sahy, em São Paulo, são sempre excelentes opções para passar dias agradáveis com os pequenos.

Se as famílias buscam destinos de inverno, aqui no Brasil, Campos do Jordão, em São Paulo, e a região da Serra Gaúcha estão cada vez mais preparadas para os turistas de todas as idades. Há diversas atrações, boas opções de hospedagem e alimentação. E se quiserem uma primeira experiência na neve, bons destinos próximos ao Brasil são o Valle Nevado, no Chile, e Bariloche, na Argentina.

O Beto Carrero World surpreende com atrações encantadoras e ainda dá a opção de conhecer o lindo  Balneário Camboriú, misturando praia e parque na mesma viagem

O Beto Carrero World surpreende com atrações encantadoras e ainda dá a opção de conhecer o lindo Balneário Camboriú, misturando praia e parque na mesma viagem

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)