Destinos para redescobrir o Brasil nos próximos feriados

Com essa última alta do dólar e os feriados do final de ano se aproximando, tirar férias no Brasil e aproveitar essa data para conhecer novos destinos pode te render ótimas surpresas. Entre praias, cidades históricas e grandes reservas naturais, lugares para viajar pelo nosso país e redescobrir sua imensidão e suas riquezas não faltam. Se você precisa de mais alguns bons motivos, vamos a eles.

Jalapão

Suprassumo do turismo de aventura no Brasil, o Jalapão foi, por muito tempo, um dos segredos mais bem guardados pelo pessoal que fazia trilhas. Logo, ele foi redescoberto e caiu de vez na graça dos turistas.

O deserto do Jalapão é um lugar tão único que fica até difícil crer que ele está localizado aqui no Brasil (Foto: Wikimedia.com/Creatve Commons License)

O deserto do Jalapão é um lugar tão único que fica até difícil crer que ele está localizado aqui no Brasil (Foto: Creative Commons License)

O parque estadual no Tocantins é repleto de cachoeiras cristalinas, piscinas naturais, grandes chapadas e dunas de tons alaranjados. Até hoje, o acesso ainda é limitado – por isso, viaje apenas num 4×4 e não tente percorrer a região sem um guia local.

Você pode conhecer bem o parque em poucos dias – cinco são mais do que o suficiente. Não deixe de ir às cachoeiras da Velha e da Fumaça, e ao Fervedouro de São Félix.

Uma curiosidade sobre o Jalapão: em 2008, ele foi cenário de uma das temporadas do reality show de sobrevivência Survivor, produzido por um canal de TV norte-americano.

Chapada Diamantina

Mais de 1.500 quilômetros quadrados fazem da Chapada Diamantina um dos destinos mais apaixonantes do ecoturismo no Brasil. São grutas enormes, cânions gigantescos e cachoeiras incrivelmente altas.

A Chapada é "o" destino para quem ama natureza e não tem medo de passar uns dias no meio do mato

A Chapada é “o” destino para quem ama natureza e não tem medo de passar uns dias no meio do mato

Ao longo do caminho, você vai encontrar algumas cidadezinhas onde poderá contratar os principais passeios pela Chapada e ainda encontrar um bom hotel para descansar os pés depois das trilhas.

Lençóis é a cidade mais conhecida da Chapada. Muitas vezes chamada de a “capital da Chapada”, ela é a base para visitar outros pontos da região. Vale passar também pela mística Vale do Capão, se banhar nas cachoeiras de Ibicoara e Itaetê, conhecer Igatu e fazer uma trilha pelo Vale do Paty.

Diamantina

Distante da Bahia e também distante da capital de Minas Gerais, a cidade histórica de Diamantina é outro rico destino brasileiro pouco explorado por nós. Geralmente, quando pensamos nas cidades históricas de Minas, Ouro Preto e Tiradentes são as primeiras que vêm à mente, mas agora é hora de expandirmos esse roteiro até quase a porta de entrada do agreste – não é fácil chegar até lá de carro, portanto, é melhor ir de avião.

Essa linda cidade histórica fica mais distante que outras atrações em Minas Gerais, mas vale demais a pena

Essa linda cidade histórica fica mais distante que outras atrações em Minas Gerais, mas vale demais a pena

Diamantina foi ponto de encontro dos exploradores de diamante e ouro da região do Alto do Jequitinhonha e viu nascer em suas terras talvez um dos personagens mais emblemáticos da política brasileira: o ex presidente Juscelino Kubitschek.

A cidade mineira, que foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1999, também é conhecida pelos seus artesanatos genuinamente locais e por suas serestas.

Conservatória

E, por falar em serestas: você já pensou em conhecer a pequena Conservatória? Ela é um distrito da cidade de Valença, a 142 quilômetros do Rio de Janeiro e ostenta orgulhosamente o título de capital mundial das serestas. A cidade busca preservar essa memória das tradições antigas do Brasil e, hoje, vive da música e das serenatas que cantam versos antigos de Silvio Caldas e Vicente Celestino.

É durante o final de semana que Conservatória se transforma. Sexta à noite, as rodas de chorinhos e música popular brasileira já começam a tomar as ruas e calçadas históricas. Conhecer a cidade rende um roteiro redondinho, que cabe perfeitamente em um final de semana – basta se hospedar na cidade e ir conhecendo tudo de pertinho.

Não deixe de visitar a Fazenda Florença, o Museu Vicente Celestino e o Museu Silvio Caldas/ Nelson Gonçalves.

Itaúnas

Dunas e praias pouco exploradas fazem do parque estadual de Itaúnas, e do vilarejo de mesmo nome no litoral do Espírito Santo, um destino único no estado. Essa área preserva um ar ainda rústico com pousadas bem simples, e é muito procurada por quem curte um bom e velho forró – o Bar do Forró e o Buraco do Tatu são os principais pontos de encontro dos forrozeiros de plantão.

Para chegar até as praias mais distantes, como a praia do Riacho Doce, você vai precisar alugar um carro em Itaúnas – e também de um bom GPS. Tudo isso é recompensado com cenários belíssimos.

Alter do Chão

A região ganhou os holofotes quando o jornal The Guardian citou Alter do Chão como uma das praias mais bonitas do Brasil. Ainda não conhece o destino que guarda um dos mais bonitos pores do sol do nosso país? De Santarém, no Pará, até lá são menos de 40 quilômetros de distância pela rodovia PA-457.

Alter do Chão é um dos destinos mais populares do momento e não é para menos (Foto: Wikimedia.com - Creative Commons License)

Alter do Chão é um dos destinos mais populares do momento e não é para menos (Foto: Creative Commons License)

A praia de água doce, com extensa faixa de areia, é banhada pelo Rio Tapajós e foi apelidada carinhosamente como “caribe amazônico”. Será que esse nome faz jus à beleza do local? Só visitando ao vivo para ter certeza. No local, existem algumas opções de pequenas pousadas para ficar uns dias e curtir tudo com calma.

Monte Roraima

O Monte Roraima foi um dos cenários mais simbólicos da novela Império, famosa pelo “Comendador”, interpretado pelo Alexandre Nero. [Para não quebrar a magia desse parágrafo, vou contar um segredo bem baixinho: na verdade, as cenas que falavam dos diamantes que fizeram a fortuna do personagem foram gravadas em Carrancas, nas montanhas de Minas Gerais; o município foi escolhido pela Rede Globo para reproduzir o cenário do Monte]

É um cenário de novela mesmo, mas, se quiser conhecê-lo de perto, vai ter de encarar dias de trilha (Foto: Creative Commons License)

É um cenário de novela mesmo, mas, se quiser conhecê-lo de perto, vai ter de encarar dias de trilha (Foto: Creative Commons License)

Se você ficou curioso para conferir de perto as grandes tomadas e cenas desse destino praticamente inóspito, o caminho será longo. A montanha fica na fronteira entre o Brasil e a Venezuela, e parte desse território ainda é ocupada pelos indígenas Pemon – por isso, muito se ouve falar da áurea mística do lugar que ultrapassa 2.800 metros de altitude.

Para completar essa grande aventura, é necessário percorrer três dias – ou mais – de trekking, cruzando vegetações rasteiras, rios, cachoeiras e caminhos estreitos, e escalando alguns trechos com muitas pedras.

Todo mundo que completou essa trilha garante que a vista lá do alto é realmente incrível e a sensação de superação torna tudo ainda mais inesquecível.

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *