Compartilhe
0

Das Sete Novas Maravilhas do Mundo, o Coliseu

Finalizando a série das Sete Novas Maravilhas do Mundo, que apresentamos aqui na Expedia para você, o texto de hoje é sobre o Coliseu de Roma. Já falamos sobre a Grande Muralha da China, o Cristo Redentor, as Ruínas de PetraMachu PicchuChichén Itzá, e sobre o Taj Mahal. Só faltava este monumento, também conhecido como Anfiteatro Flaviano ou Flávio, construído no período da Roma Antiga.

O Coliseu, localizado na Piazza del Colosseo, no centro de Roma, capital da Itália, demorou oito anos para ser construído (com início no ano 72 d.C.), por ordem do imperador Flávio Vespasiano, que quis erguê-lo no lugar de um antigo palácio de Nero, seu antecessor. Durante aproximadamente 500 anos, o Coliseu foi utilizado para abrigar vários tipos de espetáculo de lutas, como combates entre gladiadores ou entre guerreiros e animais selvagens (principalmente leões trazidos das colônias romanas na África), para uma plateia de 50.000 pessoas em sua arquibancada, construída a partir de 3 metros do solo. Dizem que os primeiros combates disputados no Coliseu duraram cerca de 100 dias e, só nesse período, centenas de gladiadores e cinco mil animais ferozes morreram em sua arena. Mas, o Coliseu perdeu a função de entretenimento no começo da Idade Média, lá pelo ano 404, quando o imperador Flávio Honório proibiu os combates entre gladiadores, e passou a servir como habitação, oficina, pedreira, sede de ordens religiosas, fortaleza e até templo cristão. Nessa época, o mármore e o bronze de sua estrutura foram sendo saqueados aos poucos.

Maior e mais famoso símbolo do Império Romano, o Coliseu é um dos grandes exemplos de sua arquitetura e, hoje, é uma das maiores atrações turísticas da Itália, mesmo estando em ruínas e até sob ameaça de desabamento, recebendo mais de três milhões de visitantes todos os anos.

Vários terremotos, desde a construção do Coliseu, no século I, abalaram as estruturas do anfiteatro. Na primeira metade do século IX, um terremoto destruiu as colunas do piso superior e, em 1231, outro tremor derrubou parte da fachada externa. O Coliseu tem 48,5 metros de altura, o que equivale a um prédio de aproximadamente 15 andares. 

Para visitar o Coliseu, você pode ir de metrô, pegando a linha B (Laurentina) e descendo na estão Colosseo, saindo pela Via dei Fiori Imperiali; ou de ônibus, tomando um dos números 60, 75, 85, 87, 117, 271, 571, 186, 810 ou 850, que saem da estação Roma Termini. O metrô funciona diariamente, das 5h30 às 23h e, aos sábados, até 0h30. A passagem tanto para o metrô quanto para o ônibus custa em torno de € 1.

O Coliseu é aberto diariamente, em diferentes horários, dependendo da época. Portanto, o ideal é que você consulte o site ou telefone para +39 (0)6 399 677 00 (este número é somente para informações e não é possível reservar ingressos através dele). Os ingressos custam de € 13 a € 21 – o valor mais alto é para visitas guiadas em espanhol, inglês ou italiano. Mas lembre-se de que o último ingresso é vendido sempre 1 hora antes do fechamento. Se quiser garantir, compre seu ingresso com antecedência, pelo site.

A Expedia oferece diversos pacotes para Roma, mas você pode optar por reservar suas passagens aéreas e seu hotel, separadamente.

Boa viagem!

Beijos,
Luciana Sabbag

Compartilhe
0
Expedia Brasil

Expedia Brasil

Bem-vindos ao site Viajando com a Expedia - Aqui, você encontrará todas as dicas e conselhos de viagem da nossa rede de especialistas do mundo todo, além das novidades sobre as novas tendências de viagem e as ùltimas notìcias sobre os problemas enfrentados pela indùstria do turismo. Viajando com a Expedia traz também milhares de informaçöes e recursos para que você possa desfrutar ao máximo de sua próxima viagem. Aproveite e explore o que a Expedia tem a oferecer!.
Expedia Brasil