Conheça os museus mais visitados do Brasil

Mais do que casas de memória, os museus se apresentam como um grande inventário da diversidade cultural brasileira. Dentro de uma combinação de encontros, diferentes visões, emoções e histórias, os espaços traduzem a fusão de horizontes e se assumem cada vez mais como casas de conhecimento e transformação.

Da mesma forma, em um país tão grande, os museus se fortalecem como espaços mais próximos da população, que não precisam apenas existir para serem público. Vamos dar um pulinho em alguns dos museus mais interessantes, e visitados, do nosso belíssimo Brasil.

SÃO PAULO

Entre as ruas, avenidas, parques e muita gente, digamos cerca de 12 milhões de habitantes, São Paulo tem o clima de metrópole, um trânsito intenso, bastante barulho e uma vida cultural extravagante. Sim, a cidade é linda. E o valor da história em cada pedacinho dela, a torna ainda mais especial. Confira também um guia completo sobre São Paulo.

Pinacoteca São Paulo

Pinacoteca SP – Flickr/Creative Commons/Rodrigo Soldon/Via/https://flic.kr/p/atnE3a

Pinacoteca – Com ênfase na produção brasileira do século XIX, o acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência, do então Museu do Estado, hoje Museu Paulista da Universidade de São Paulo, de 26 obras de importantes artistas que atuaram na cidade, até chegar nas cerca de nove mil obras apresentadas atualmente. Por ano, o espaço recebe cerca de 500 mil visitantes em cerca de 30 exposições, assumindo-se gradativamente como um museu de arte contemporânea.

MASP em São Paulo

MASP – Flickr/Creative Commons/Rodrigo Soldon/Via/https://flic.kr/p/6c6nca

MASP – Fundado em 1947 pelo empresário brasileiro Assis Chateaubriand, foi o primeiro museu moderno no país. A coleção de mais de 8 mil obras forma o mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, incluindo pinturas, esculturas, objetos, fotografias e vestuário de diversos períodos, abrangendo a produção de todos os continentes. Além da exposição permanente de seu acervo, o Museu de Arte de São Paulo realiza uma intensa programação de exposições temporárias, cursos, palestras, apresentações de música, dança e teatro.

Fachada_MAM_Flavio_editado

Fachada MAM – Foto Fabio Kauffmann

MAM – Localizado no Parque Ibirapuera, a área verde mais importante de São Paulo, os espaços do Museu de Arte Moderna de São Paulo se integram visualmente ao Jardim de Esculturas, projetado por Roberto Burle Marx. Tanto a coleção de mais de 5 mil obras produzidas pelos nomes mais representativos da arte moderna e contemporânea, principalmente brasileira, e as exposições privilegiam o experimentalismo. A cada dois anos, o MAM realiza ainda o Panorama da Arte Brasileira, exposição que resulta do mapeamento da produção contemporânea em todas as regiões do país.

 

Foto Lateral - Museu Afro Brasil 2

Vista lateral do museu – cortesia – Nelson Kon

Museu Afro Brasil – Também localizado no Parque Ibirapuera, o espaço destaca a perspectiva africana na formação do patrimônio, identidade e cultura, celebrando a Memória, História e a Arte Brasileira e a Afro-Brasileira. Em seus 11 mil metros quadrados, o museu conserva um acervo com mais de 6 mil obras, entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, de autores brasileiros e estrangeiros, produzidos entre o século XVIII e os dias de hoje.

Fachada do Museu de Arte Sacra - Foto - Iran Monteiro e Leandro Fonseca

Fachada do Museu de Arte Sacra – Foto – Iran Monteiro e Leandro Fonseca

Museu de Arte Sacra – Através de um convênio entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, o Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar a ala esquerda térrea do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz e a  Sala Metrô Tiradentes, (Parte do acervo de presépios do museu agora está localizado na Sala Metrô Tiradentes, um espaço que foi inaugurado no dia 01/12/2015, dentro da estação Tiradentes do Metrô. Mais informações clique aqui. O acervo do museu começou a ser formado por Dom Duarte Leopoldo e Silva, primeiro arcebispo de São Paulo, que a partir de 1907 começou a recolher imagens sacras de igrejas e pequenas capelas de fazendas que sistematicamente eram demolidas após a proclamação da República.

Instituto Tomie Ohtake em São Paulo

Instituto Tomie Ohtake – Flickr/Creative Commons/Arte Fora do Museu/Via/https://flic.kr/p/9XpK9i

Instituto Tomie Ohtake – Em homenagem a artista que lhe dá o nome, o instituto se destaca por ser um dos raros espaços da cidade especialmente projetado, arquitetônica e conceitualmente, para realizar mostras nacionais e internacionais de artes plásticas, arquitetura e design. Desenvolvendo exposições que focalizam os últimos 60 anos do cenário artístico, com ênfase em uma ampla pesquisa no ensino da arte contemporânea, a instituição também é pioneira na criação de novos processos para a formação de professores e de alunos das redes pública e privada.

Museu do Futebol em São Paulo

Museu do Futebol – Flickr/Creative Commons/Pedro Araujo/Via/https://flic.kr/p/6hbwXW

Museu do Futebol – Instalado num dos mais bonitos estádios brasileiros, o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho – mais conhecido como Estádio do Pacaembu, o espaço concentra todo o clima de euforia e a paixão pelo futebol em um verdadeiro “parquet temático”. O Museu do foi concebido como uma sequência de experiências lúdicas, que relacionam o esporte e a vida brasileira no século XX.

Museu da Imagem e Som

Museu da Imagem e Som – Flickr/Creative Commons/Cléo Morgause/Via/https://flic.kr/p/jvg24w

Museu da Imagem e do Som – Os mais de 200 mil itens do acervo se espalham entre fotografias, filmes, vídeos e cartazes. Além de exposições e mostras de cinema regulares, o MIS possui uma programação cultural diversificada voltada para todos os públicos e abre espaço para novos artistas exibirem seus trabalhos dentro de programas de  fotografia, cinema, dança e música. Além disso, o espaço também traz em sua programação fixa o Cinematographo, o Dança no MIS, o Estéreo MIS e o Notas Contemporâneas, que coleta registros orais de artistas da música erudita contemporânea com apresentação aberta ao público.

Fachada do Museu. Foto: André Monteiro

Fachada do Museu. Foto: André Monteiro

Museu do Café – Além dos espaços expositivos, o museu é distribuído em diversos salões como o Centro de Preservação, Pesquisa e Referência Luiz Marcos Suplicy Hafers, que disponibiliza diversas publicações e documentos sobre o café e sua história; o Centro de Preparação de Café, que oferece curso de barista, oficinas e palestras para diferentes públicos; além da Cafeteria do Museu, Instalada no piso térreo do Edifício da Bolsa Oficial de Café, que conta com grande variedade de grãos produzidos em diferentes regiões do Brasil à disposição dos visitantes, que podem apreciar no local ou levar para casa.

RIO DE JANEIRO

 As belezas da Cidade Maravilhosa vão muito além das areias e da água do mar. As regiões serrana, metropolitana e claro, o centro histórico, guardam tesouros com foco na memória, na cultura e no patrimônio do Estado do Rio de Janeiro.

Aqui você pode encontrar mais dicas sobre o Rio de Janeiro.

Museu Nacional Belas Artes no Rio de Janeiro

Museu Nacional Belas Artes – Flickr/Creative Commons/MAHM/Via/https://flic.kr/p/fwoAA6

Museu Nacional de Belas Artes – Situado no centro histórico do Rio de Janeiro, suas galerias guardam relíquias como em poucos espaços culturais do país, contando a história das artes plásticas no Brasil desde os seus primórdios até a contemporaneidade. As coleções reúnem obras que vão desde gravuras e pinturas brasileiras, como esculturas e desenhos estrangeiros, apresentando ainda fotografias, novas linguagens e arte Africana.

Museu de Arte do Rio – Além de promover exposições que unem dimensões históricas e contemporâneas da arte por meio de mostras de longa e curta duração, de âmbito nacional e internacional, o MAR surge também com a missão de inscrever a arte no ensino público, por meio da Escola do Olhar. O projeto funciona através de um programa acadêmico, construído em colaboração com universidades, para discutir arte, cultura da imagem, educação e práticas curatoriais.

Museu Imperial no Rio de Janeiro

Museu Imperial – Flickr/Creative Commons/Naty Castro/Via/https://flic.kr/p/5CiXf2

Museu Imperial – Considerado a casa do principal acervo do país relativo ao império brasileiro, em especial o chamado Segundo Reinado, período governado por d. Pedro II, além de reunir cerca de 300 mil itens museológicos, arquivísticos e bibliográficos, o Museu ainda oferece constantes eventos, exposições e projetos educativos no decorrer do ano. Para visitação, o espaço dispõe três setores: o Palácio, o Sarau Imperial, e o Som e Luz.

Fachada do Museu Nacional

Museu Nacional – Divulgação

Museu Nacional – Vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o espaço é um dos mais importantes museus brasileiros, sendo reconhecido como a primeira instituição científica do país e o maior museu de história natural e antropológica da América Latina. Fundado por Dom João VI em 1818, o palácio já foi residência da família real portuguesa, da família imperial brasileira, além de ter abrigado a primeira Assembleia Constituinte Republicana.

MINAS GERAIS

 Rica em atrações turísticas, muitas cidades históricas, estâncias hidrominerais, parques, grutas, além da capital Belo Horizonte, as riquezas mineiras estão mais do que bem guardadas em um rico acervo espalhado por belíssimos espaços culturais.

Chalé em Minas Gerais

Chalé – Divulgação

Instituto Moreira Salles – O espaço transcreve a paisagem cultural brasileira através de quatro áreas: Fotografia, Música, Literatura e Iconografia. Com outras duas unidades, uma no Rio de Janeiro e outra em São Paulo, o IMS, além de catálogos de exposições, livros de fotografia, literatura e música, publica regularmente as revistas ZUM, sobre fotografia contemporânea do Brasil e do mundo. O acervo conta com mais de 800 mil imagens, dos mais importantes testemunhos do século XIX, a relevantes coleções que abarcam quase todo o século XX. E na música, uma coleção abarrotada de discos em 78 rpm, e um repositório de 80 mil fonogramas.

Museu Inhotim em Minas Gerais

Museu Inhotim – Flickr/Creative Commons/Wagner Cezar/Via/https://flic.kr/p/ostrqX

Instituto Inhotim – Um lugar singular que concentra um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas com visitas temáticas e mostras maravilhosas.

Museo de artes e oficios

Vista interna do museu – cortesia – Daniel Mansur

Museu de Artes e Ofícios – Instalado na Estação Ferroviária Central de Belo Horizonte, o MAO difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios no Brasil. Preservando objetos, instrumentos e utensílios de trabalho do período pré- industrial brasileiro, o espaço cultural foi criado a partir da doação ao patrimônio público de mais de duas mil peças e hoje revela a riqueza da produção popular, os fazeres, os ofícios e as artes que deram origem a algumas das profissões contemporâneas.

CURITIBA

 Muito bem falada pelos turistas, é uma das principais cidades no Brasil considerada super amigáveis para visitar. Além da infraestrutura, as praças e bosques são mais do que convites para relaxar. E de história e cultura, Curitiba também entende.

Museu Oscar Neimeyer em Curitiba

Museu Oscar Neimeyer – Flickr/Creative Commons/Marcelo Pereto/Via/https://flic.kr/p/62cP9w

 Museu Oscar Niemeyer – Em seus mais de 17 mil metros quadrados de área expositiva, distribuídos em 12 salas, o espaço é dedicado à exposição de Artes Visuais, Arquitetura, Urbanismo e Design, considerado o maior da América Latina. Com projeto de autoria do reconhecido arquiteto brasileiro que leva seu nome, o MON foi eleito, em 2012, como um dos 20 museus mais bonitos do mundo pelo guia norte-americano Flavorwire.

SANTA CATARINA

 Formada por povos de diversas etnias, a diversidade está em todos os detalhes. Seja através do seu povo, comida e costumes, o estado oferece prazeres e muita história pra contar.

05112015_masc _MHM_4637 (15)

Foto: Márcio Henrique Martins / Ascom FCC

Museu de Arte de Santa Catarina – Vinculado à Fundação Catarinense de Cultura (FCC), o espaço é considerado o órgão oficial na área das artes visuais do estado. Instalado no prédio do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, o trabalho materializa-se por intermédio dos Núcleos de Arte-educação, Conservação e acervo, Exposições e montagem, Pesquisa, Documentação e Biblioteca. Além das exposições, projetos musicais e publicações, o Museu também conta com o projeto MASC Virtual, através de uma proposta de desenvolvimento do portal oficial com áreas interativas e animadas que simulam uma visita real ao museu.

RIO GRANDE DO SUL

A natureza encanta por sua serenidade. Os pontos turísticos se espalham pelo friozinho da Serra Gaúcha, as lindas praias do litoral Norte, as ruínas de Missões e por aí afora. E, claro, os centros culturais não podiam ficar de fora.

Museu de Ciências e Tecnologia – Fundamentado nos princípios institucionais da PUCRS, suas coleções científicas abrigam um vasto acervo de fósseis, espécimes representantes de nossa biodiversidade e peças provenientes de escavações arqueológicas. As exposições nas áreas de Zoologia, Botânica, Paleontologia e Arqueologia compõem um vasto testemunho da biodiversidade e da ocupação humana tanto da Região Sul do Brasil, como espécimes provenientes de outras regiões do país e do exterior.

SERGIPE

Um Estado com tamanha energia e vivacidade revela sua identidade como poucos lugares do mundo. A sólida cultura é vivenciada diariamente e a tradição de uma sociedade é contada com alegria.

Fachada Museu da Gente em Sergipe

Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda – Foto cortesia de Márcio Garcez

Museu da Gente Sergipana – Criado com a vontade de celebrar a identidade de um povo fascinante, por meio de suas festas, sua paisagem, seu patrimônio e sua força, o espaço apresenta o que Sergipe tem de mais de mais essencial e perene usando tecnologias e linguagens inovadoras. Do lado de fora, o resultado final de restauração depois de todo um processo de resgate histórico e arquitetônico resultou num complexo cultural que une passado, presente e futuro através de uma composição harmônica entre o antigo restaurado e reintegrado ao cenário urbano do Centro Histórico de Aracaju e o novo, marcado pela inserção de modernas estruturas metálicas e vidro.

PERNAMBUCO

Fora a imensidão de seu riquíssimo litoral, o estado oferece diversas atrações históricas e culturais que podem ser conferidas em obras e pontos turísticos espalhados pelas ruas e praças das cidades.

Instituto Ricardo Brennand em Pernambuco

Instituto Ricardo Brennand – Flickr/Creative Commons/Luci Correia/Via/https://flic.kr/p/fAbFWk

Instituto Ricardo Brennand – Reunindo tesouros entre seus corredores e salões, o Instituto coloca Pernambuco no roteiro das grandes exposições Nacionais e Internacionais. O espaço é formado pelo incrível Museu de Armas Castelo São João – com obras de arte das mais diferentes procedências e épocas, cobrindo um espaço de tempo entre os séculos XV e XXI, reunidas em coleções de Pintura, brasileira e estrangeira, Armaria, Tapeçaria, Artes Decorativas, Escultura e Mobiliário; a Biblioteca com sua coleção de Obras Raras; além da belíssima Pinacoteca.

Expedia Brasil

Expedia Brasil

Bem-vindos ao site Viajando com a Expedia - Aqui, você encontrará todas as dicas e conselhos de viagem da nossa rede de especialistas do mundo todo, além das novidades sobre as novas tendências de viagem e as ùltimas notìcias sobre os problemas enfrentados pela indùstria do turismo. Viajando com a Expedia traz também milhares de informaçöes e recursos para que você possa desfrutar ao máximo de sua próxima viagem. Aproveite e explore o que a Expedia tem a oferecer!.
Expedia Brasil

Últimos posts por Expedia Brasil (veja todos)