Compartilhe
0

Voos com longas conexões: como planejar 16 horas nas capitais europeias

Vai viajar para a Europa e reservou um voo com longa conexão e não sabe o que fazer ao certo? Ficar muitas horas a esmo no saguão do aeroporto pode ser algo realmente entediante, mas você já pensou em esticar as pernas e sair para dar uma voltinha rápida pela cidade? Programe-se pois é totalmente possível.

As maiores companhias que operam voos entre o Brasil e a Europa possuem seu próprio hub – ou ponto de distribuição – em alguma das grandes cidades do continente. Por exemplo: se você pretende visitar Londres, mas comprou uma passagem com a Air France, será necessário invariavelmente fazer uma conexão em Paris. Viajando com a KLM, a parada será em Amsterdã; com a Ibéria, Madri; com a British, Londres; com a Lufthansa Frankfurt ou Munique e com a TAP, Lisboa.

“Tenho poucas horas de conexão em um aeroporto da Europa. Consigo visitar a cidade rapidamente?”. Muitas pessoas me perguntam isso e, às vezes, os trâmites aeroportuários acabam atrapalhando nossos planos de passeio.

Antes de pensar em roteiros e o que visitar, tenha em mente que, principalmente depois dos últimos acontecimentos recentes na Europa, os procedimentos de segurança, as filas e o controle de passaporte podem ter ficado mais cautelosos e consequentemente mais lentos. Muitas vezes, como não estamos habituados e familiarizados com esses aeroportos gigantes, acabamos perdendo um tempo considerável só nessa parte mais burocrática da viagem. Por isso, não vale a pena sair correndo do aeroporto com poucas horas de conexão.

Se não der tempo, leve coisas que te mantenham entretido e o tempo passará mais rápido. Outra opção é investir numa boa sala VIP dentro do aeroporto, onde você pode descansar, tomar banho, fazer uma boa refeição e até mesmo receber uma massagem.

A dica é pesquisar qual é a melhor maneira de se locomover entre o aeroporto e o centro da cidade, utilizando o transporte público ou outros serviços como Uber e táxi. Isso vai te poupar tempo na hora da saída.

Não se esqueça das malas: aproveitar uma longa conexão só vale realmente a pena se você viaja leve e sem muita preocupação com excesso de volumes da bagagem de mão ou se puder deixá-las em algum tipo de serviço de guarda-volumes dentro do próprio aeroporto. Em geral, sua bagagem despachada será entregue somente no destino final, então é só levar uma mochila ou bolsa leve na mão que não haverá problemas para fazer seu passeio entre os voos.

Ah, e não deixe para retornar ao embarque na última hora. Calcule o tempo de locomoção, adicione – no mínimo – duas horas de antecedência do seu horário de partida e seja pontual. Nada de correr o risco de perder o voo até seu destino final por conta de uma bobeada com o horário local.

Dito isso, vamos à diversão!

Algumas horas durante um conexão que valem a pena em:

Madri

Vai ficar um tempo em Madri e não sabe como aproveitar? Os museus da cidade são incríveis, por isso, se você gosta de arte, eu indico uma visitinha ao Reina Sofia, um dos endereços mais legais da cidade.

O museu ainda oferece um ótimo tour guiado gratuito que é uma bela introdução às obras de artistas icônicos da Espanha como Gaudí, Picasso, Miró e Dalí. Em menos de uma hora, os guias explicam de maneira bem acessível um pouco da trajetória de cada um. Para ter acesso a esse tour, basta se informar na bilheteria do museu.

Se você prefere respirar um pouco de ar puro, um ponto que não pode faltar no seu roteiro são bons restaurantes com mesinhas ao ar livre, a Calle Alcalá e o famoso Edifício Metrópolis, cartão postal de Madri, passeie pela Gran Via, avenida famosa e de fácil acesso pelo metro. Aproveite também para conhecer a Puerta de Alcalá, o Real Jardim Botânico e o Parque do Retiro.

A bela Madri: não esqueça de comer tapas variadas em sua passagem pela cidade

A bela Madri: não esqueça de comer tapas variadas em sua passagem pela cidade

Frankfurt

Uma das coisas bacanas da Alemanha é a infraestrutura do país. Isso significa que chegar do aeroporto de Frankfurt ao centro será simples e rápido, com metrô te deixando praticamente no centro do burburinho.

A arquitetura de Frankfurt é fascinante, uma mistura do antigo em equilíbrio com o novo

A arquitetura de Frankfurt é fascinante, uma mistura do antigo em equilíbrio com o novo

Com pouco tempo disponível para aproveitar a cidade, siga até as margens do charmoso Rio Main e caminhe até a Römerberg Platz, centro histórico da cidade todo restaurado. Aproveite para curtir esse clima bacana de Frankfurt e de seu mais icônico símbolo.

Se a fome apertar, perto da rua Zeil – o endereço das principais lojas de Frankfurt – fica o mercado Kleinmarkthalle com diversos produtores da região e barraquinhas cheias de guloseimas alemãs, vale a pena!

Paris

Se nem sete dias inteiros são suficientes para você conhecer Paris direito, imagine uma rápida conexão na cidade. Se a ideia é só ficar com um gostinho de quero mais, vale a pena investir em um único passeio mais tranquilo que te dê a sensação da vida local.

Eu investiria em um roteirinho a pé pela charmosa Ile du Saint Louis e pelas imediações da catedral de Notre Dame ou até menos em um cruzeiro pelo rio Sena. Entretanto, um dos programas que mais tem a cara de Paris é passar em algum mercado ou feira de rua e comprar quitutes saborosos como queijos, pães, foie gras, um belo vinho e correr para um piquenique no jardim em frente à Torre Eiffel ou nos jardins de Luxemburgo.

É possível caminhar e apenas caminhar pelas ruas de Paris para sentir o clima charmoso da cidade

É possível caminhar e apenas caminhar pelas ruas de Paris para sentir o clima charmoso da cidade

Londres

A lista de atrações e programas interessantes em Londres é tão eclética que elencar o que fazer uma longa conexão na cidade não é das tarefas mais fáceis.

Se essa for sua primeira passagem pela capital britânica, vale dar uma passadinha pelos principais cartões postais da terra de James Bond que, além de terem acesso fácil de transporte público, podem ser visitados numa caminhada. Comece pela Abadia de Westminster, o Parlamento, o Big Ben e a região do London Eye. As filas para subir na roda-gigante costumam ser muito extensas, portanto considere reservar o ticket com hora marcada pela internet antes de embarcar.

Infelizmente não vai ser dessa vez que você vai conseguir visitar os grandes museus como o British Museum e a National Gallery, porque eles são grandes e costumam ficar bem lotados e com diversas filas, mas só a caminhada já dará um gostinho de quero mais para programar uma viagem somente para a terra da rainha.

A região imperdível de Londres, a beira do rio Tâmisa, um passeio para sentir o clima londrino

A região imperdível de Londres, a beira do rio Tâmisa, um passeio para sentir o clima londrino

Amsterdã

O aeroporto de Amsterdã por si só já garante uma viagem. Cheio de atividades diferentes, dá pra ficar um bom tempo por lá, mas se você quer caminhar um pouco pelos famosos canais, siga de trem até o centro da cidade num percurso que não deve tomar mais do que 20 minutos, o acesso é super fácil e o trem para bem no centro da capital holandesa.

Eu faria um roteiro tranquilo pelo bairro Jordaan que é cheio daquelas casinhas históricas e visitaria também o Vondelpark que é considerado o principal parque da cidade. A Casa de Anne Frank é, sem dúvida, uma das atrações mais procuradas de Amsterdã, então leve em consideração o tempo nas filas para visitá-la. Outra dica interessante que muitos não conhecem é caminhar pela região das 9 Straatjes, ou seja, as 9 ruas, é um centro de compras cool, com lojas de estilistas alternativos e excelente restaurantes, o melhor é que é tudo ao ar livre e ao longo dos lindos canais do centro.

Em cada ponto da cidade é possível apreciar a arquitetura da cidade, com seus prédios baixos e juntos uns aos outros

Em cada ponto da cidade é possível apreciar a arquitetura da cidade, com seus prédios baixos e juntos uns aos outros

Lisboa

Para sair do aeroporto de Lisboa e seguir até o centro da cidade basta pegar a linha vermelha do metrô. Eu investiria minhas horas num passeio que envolvesse o melhor dos famosos doces portugueses com um pouco de história do país.

Comece provando os sensacionais pastéis de Belém no bairro de mesmo nome e de lá siga para o Mosteiro dos Jerônimos. Aproveite para visitar também o monumento do Padrão dos Descobrimentos e a Torre de Belém. Se sobrar ainda um tempinho, termine o dia no Mercado da Ribeira, o mercado gastronômico de Lisboa. Quando no centro, é muito fácil caminhar entre as principais regiões, aproveite a terrinha!

Dentro do Mosteiro dos Jerônimos, um lindo passeio em Lisboa

Dentro do Mosteiro dos Jerônimos, um lindo passeio em Lisboa

Compartilhe
0
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)