Compartilhe
0

Cinco dicas para viajar com o seu animal de estimação

O mercado pet no Brasil já é considerado um dos maiores do mundo. Ano após ano, o segmento apresenta altos índices de consumo e crescimento. E quem é que não sente aquele aperto danado na hora de planejar uma viagem com a família toda, só de pensar em deixar seus bichinhos de estimação em casa ou num hotelzinho especializado?

Você já pensou em viajar com o seu pet? Aposto que ele vai curtir demais essa aventura. Mas, para a diversão não se transformar em dor de cabeça, é importante tomar alguns cuidados prévios.

1. Agende uma consulta no veterinário

Nada melhor do que esclarecer todas as suas dúvidas com um profissional de confiança. Explique qual o destino da viagem e peça por um check-up completo. Vale contar também se a viagem vai ser feita de carro, avião ou ônibus. É importante buscar orientação adequada sobre como proceder em casos de enjoo ou em viagens de avião muito longas. Às vezes, é necessário medicar o bichinho.

2. Passeios de carro

Uma boa maneira de começar a acostumar o animal com novos ares e lugares é levá-lo sempre para passear de carro. Comece com passeios mais curtinhos e vá aumentando a frequência e a distância percorrida. Lembre-se de que o pet deve sempre viajar com cinto de segurança próprio (específico / adaptado para animais) ou na caixa de transporte. Mantenha-o sempre hidratado – isso é fundamental para ajudá-lo a prevenir enjoos.

3. Bagagem de mão

Agora você precisa acrescentar um item à sua bagagem: a malinha com as coisas dele. Por exemplo: ração, petiscos, pote de água, roupinha (caso seja um destino mais frio), brinquedos favoritos e remédios, seguindo a orientação do veterinário. Outro detalhe importante: não se esqueça de providenciar uma plaquinha de identificação com os seus dados de contato e deixe sempre junto com a coleira.

4. Documentação e viagens internacionais

Quando o destino escolhido é internacional, o planejamento da viagem requer alguns cuidados a mais. Primeiro passo: providencie junto ao seu veterinário um documento equivalente a um certificado sanitário, que contêm informações importantes sobre seu animal, como raça, nome, origem e vacinas tomadas. Recentemente, o Certificado Zoos Sanitário Internacional (CZI) foi substituído pelo Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos.

5. Contate o consulado e as empresas aéreas

O último passo é consultar o consulado do seu país de destino e a companhia aérea sobre as regras e normas de conduta para transporte de animais. Essa ultima checagem é necessária, pois as diretrizes podem variar de acordo com a empresa aérea e o destino em questão.

Aqui na Expedia, você encontra as melhores ofertas para viajar com a família toda, incluindo o seu bichinho de estimação! o/

Natalie Soares

Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e Diretora de Mídias Digitais da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.

Compartilhe
0
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)