Cinco cidades incríveis para conhecer na República Tcheca

É inevitável: sempre que pensamos na República Tcheca, o primeiro destino que nos vem à mente é Praga. O maior problema dessa ideia é resumir nosso roteiro apenas à capital do país, geralmente a encaixando em roteiros que envolvem as dobradinhas Budapeste e Viena ou Munique e Berlim. Ledo engano, caro leitor! A República Tcheca é um país interessantíssimo, cheio de histórias diferentes para contar e uma ótima introdução aos destinos do leste europeu, com outras cidades que merecem a sua visita.

Não sabe o que visitar na sua viagem para a República Tcheca? Reunimos cinco sugestões de cidades tão interessantes quanto Praga, mas ainda pouco conhecidas do viajante brasileiro: Cesky Krumlov, Olomouc, Nove Hrady, Ostrava e Bohemian Switzerland.

Cesky Krumlov

De todas as dicas, talvez Cesky Krumlov seja a mais conhecida delas por fazer parte da lista dos Patrimônios da Humanidade da Unesco. A cidade é um encanto e parece ter saído de um conto de fadas.

O clima medieval de Cesky Krumlov é tão mágico que a cidade é considerada patrimônio da humanidade (Crédito da foto: Natalie Soares)

O clima medieval de Cesky Krumlov é tão mágico que a cidade é considerada patrimônio da humanidade (Crédito da foto: Natalie Soares)

Situada às margens do Rio Vltava, a cidade foi construída em torno de seu enorme castelo. Segundo a Unesco, “Cesky Krumlov é um excelente exemplo de cidade pequena medieval da Europa Central, cuja herança arquitetônica permaneceu intacta graças à sua evolução calma ao longo de mais de cinco séculos”.

Comece sua visita pelo castelo de Cesky Krumlov, considerado o segundo maior da República Tcheca – ele perde apenas para o Hradcany, em Praga. Esse castelo foi criado pela mesma família que mandou construir o Chateau Nove Hrady, sobre o qual você vai ler mais para frente neste post.

O castelo da cidade é o que atrai a  maior parte dos visitantes (Crédito da foto: Natalie Soares)

O castelo da cidade é o que atrai a maior parte dos visitantes (Crédito da foto: Natalie Soares)

De lá, basta seguir caminhando pelas ruazinhas da cidade e descobrindo seus segredos que se mantém intactos até hoje. A maioria dos guias vai sugerir Cesky Krumlov apenas como um bate-volta saindo de Praga; porém, eu recomendo que você se hospede em um hotel na cidade pelo menos por uma noite, para poder aproveitar as luzes e a beleza de sua arquitetura ao cair do dia.

Olomouc

A duas horas e meia de Praga está Olomouc, uma das cidades mais bonitas da região da Morávia. Fundada no século 10, Olomouc hoje tem uma população de pouco mais de cem mil habitantes, que faz dela a sexta maior cidade da República Tcheca.

A cidadezinha histórica tem atrações como a Holy Trinity Column - que dá um belo cenário m contraste com o pôr do sol (Crédito da foto: Natalie Soares)

A cidadezinha histórica tem atrações como a Holy Trinity Column – que dá um belo cenário m contraste com o pôr do sol (Crédito da foto: Natalie Soares)

Repleta de igrejas, Olomouc também guarda um patrimônio da humanidade: a Holy Trinity Column, o maior grupo de estátuas barrocas em um único monumento da Europa Central.

Outro ponto curioso da cidade é o Relógio Astronômico que fica na prefeitura, na praça central e próximo da Holy Trinity Column. Essa obra foi destruída durante a Segunda Guerra e reconstruída pelos soviéticos, tornando-se o único relógio astronômico comunista do mundo. Ele está em perfeito estado até hoje.

Em Olomouc, você irá encontrar monumentos, fontes, igrejas, prédios históricos, uma infinidade de lugares para visitar e programas que agradam os curiosos, os interessados por histórias e os que procuram uma boa festa, afinal, a cidade também é conhecida por suas universidades e isso sempre rende boas baladas. Vale gastar uns dias da sua viagem em um hotel na cidade para curtir tudo com calma.

Nove Hrady

O que atrai mais a curiosidade dos viajantes que vão a Nove Hrady é o seu famoso castelo, muitas vezes comparado ao próprio palácio de Versailles, na França – alguns até o chamam de Versailles Tcheco. Porém, a cidade é super charmosa e você pode se hospedar por lá por pelo menos uma noite para conhecê-la direitinho.

O jardim do castelo de Nove Hrady já mostra por que ele é comparado ao palácio de Versalhes (Crédito da foto: Natalie Soares)

O jardim do castelo de Nove Hrady já mostra por que ele é comparado ao palácio de Versalhes (Crédito da foto: Natalie Soares)

O Nove Hrady Chateau é uma construção Rococó de meados de 1770 ao estilo das residências francesas de verão e fica na região da Boêmia do Sul.

A construção por si só já vale a viagem, mas ficar uns dias na cidade para explorar a região pode ser encantador (Crédito da foto: Natalie Soares)

A construção por si só já vale a viagem, mas ficar uns dias na cidade para explorar a região pode ser encantador (Crédito da foto: Natalie Soares)

Além de curtir a bela construção e a decoração cheia de elementos históricos preservados, ao sair do chateau não deixe de visitar o Museu das Bicicletas, cujo acervo conta com diversos modelos, incluindo aqueles com uma roda grande e outra pequena.

Ao final, que tal se perder pelo labirinto do próprio palácio? Uma imagem de Stalin o aguarda no centro de tudo.

Ostrava

Talvez essa seja a sugestão mais diferente do roteiro. Considerada uma cidade industrial, ela fica a quatro horas de viagem de carro saindo de Praga e praticamente na fronteira com a Polônia e a Eslováquia.

Além de ser a terceira maior cidade do país, perdendo apenas para a capital e para Brno, Ostrava é muito conhecida por sua histórica mina de carvão e por sua siderúrgica, que mais parece uma cidade de ferro. São dois passeios bem inusitados, mas muito bacanas.

Onde existia uma mina de carvão, hoje há um acervo histórico riquíssimo (Crédito da foto: Natalie Soares)

Onde existia uma mina de carvão, hoje há um acervo histórico riquíssimo (Crédito da foto: Natalie Soares)

É quase impossível passar pela cidade sem visitar a mina de carvão Michal, que é um dos Monumentos Nacionais da República Tcheca. A mina foi uma das primeiras a serem exploradas em Ostrava lá em 1843, quando essa região ainda era parte do Império Austríaco.

A siderúrgica desativada também rende um passeio diferente de tudo que você vai ver nos pontos turísticos tradicionais do país (Crédito da foto: Natalie Soares)

A siderúrgica desativada também rende um passeio diferente de tudo que você vai ver nos pontos turísticos tradicionais do país (Crédito da foto: Natalie Soares)

Já no centro da cidade está localizada a parte baixa (e desativada) da siderúrgica de Vitkovice, uma cidade de aço cheia de labirintos e torres de ferro que criam formas bizarras e deixam uma inquietude no ar.

Depois desses passeios, se você quiser aproveitar a noite na cidade, siga para a rua Stodolni, que concentra os melhores bares e restaurantes da cidade. Para recarregar as energias e seguir viagem, durma em um dos hotéis em Ostrava.

Bohemian Switzerland

Cenário de filmes mágicos, como os da série As Crônicas de Nárnia e A Rainha de Neve, a região chamada de Bohemian Switzerland é um dos destinos mais bonitos da República Tcheca para quem gosta de grandes paisagens ao ar livre.

Cercada de paredes rochosas, portões naturais, rios e labirintos formados pela erosão das rochas do local, a Suíça Boêmia vai te surpreender e te fazer perguntar: “por que demorei tanto para chegar até aqui?”. Para chegar ao parque nacional, principal atração do pedaço, você deve ir até a vila de Hrensko e, de lá, caminhar natureza adentro.

As formações rochosas dão o tom de todo o parque; Pravicicka Brana é a mais famosa

As formações rochosas dão o tom de todo o parque; Pravicicka Brana é a mais famosa

O principal ponto do passeio pelo parque é o Pravcicka Brana, uma formação geológica incrível onde foram construídos restaurante, lojinha e um mirante com uma baita vista para um mar de verde que chega a parecer inifinito.

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)