Compartilhe
1

As melhores rotas para viajar de trem no Canadá

Viajar de trem pelo Canadá é libertador. Embarcar numa longa viagem que corta o país de ponta a ponta pelos trilhos, então, desafia até minha capacidade de descrever sensações e experiências. É realmente algo transformador.

O país tem se tornado cada vez mais atrativo para o viajante brasileiro: ofertas de voos diretos saindo do Rio de Janeiro e de São Paulo andam surgindo com mais frequência, o dólar canadense atualmente está mais barato do que o americano e os processos de visto para turistas andam mais simples e rápidos do que imaginamos – vale notar que, apesar de muitas notícias que provavelmente pipocaram no seu Facebook nos últimos meses, o Canadá ainda não retirou a exigência de emissão de vistos para turistas brasileiros como muito se foi propagado.

Niagara Falls, uma das muitas belezas naturais do Canadá

Niagara Falls, uma das muitas belezas naturais do Canadá

E a cereja do bolo, além é claro das inúmeras belezas do país, da cordialidade e receptividade de seu povo e da segurança extrema, é a possibilidade de poder fazer diferentes rotas de trem, o que torna qualquer roteiro de viagem pelo Canadá ainda mais interessante.

A principal companhia que opera os trens no país se chama Via Rail e os trechos podem ser adquiridos diretamente no site da empresa ou nos guichês nas principais estações de trem. Os valores costumam variar de acordo com a rota escolhida e o período do ano e sua classe. É recomendável tentar reservá-lo com antecedência de no máximo 80 dias, principalmente quem tem planos de fazer os trechos mais longos como entre Toronto e Vancouver.

Outra empresa que oferece rotas complementares é chamada de Rocky Mountaineer e já ganhou prêmios e destaques nas revistas de luxo internacionais como uma das melhores companhias de trens panorâmicos de luxo do mundo.

Belezas naturais são um dos grandes destaques do país: Hudson Bay

Belezas naturais são um dos grandes destaques do país: Hudson Bay

De Toronto até Vancouver abordo do The Canadian, da Via Rail

Mais de 4.500 quilômetros, 96 horas na estrada, 34 paradas e 3 fusos horários separam Toronto de Vancouver, numa jornada de trem que, além de paisagens incríveis e fotos únicas, vai lhe proporcionar histórias inesquecíveis. É impressionante a experiência de cruzar um país de dimensões continentais e, ao longo do caminho, observar a gradativa mudança da vegetação e do relevo: passando pelas pradarias até chegar nas famosas montanhas rochosas, tudo vai se transformando bem diante de seus olhos.

A noite de Vancouver

A noite de Vancouver

De Vancouver a Whistler ou quem sabe com uma esticada até o Alaska com a Rocky Mountaineer

Outro belo roteiro de trem pelo Canadá que pode ser feito nas quatro estações do ano é seguir de Vancouver até Whistler, um dos maiores e mais importantes complexos de esqui do mundo, abordo do Rocky Mountaineer, um trem de luxo que oferece confortáveis poltronas e janelas panorâmicas.

Recentemente a empresa passou a disponibilizar uma nova rota que sai de Vancouver e passa por Whistler, Quesnel e Jasper. Essa rota é chamada de Rainforest to Gold Rush e, além de mostrar as paisagens da região, também conta a história da corrida do ouro no país. São três dias de viagem e você ainda pode conjugar com uma saída de Seattle ou estender seu roteiro com um cruzeiro pelo Alaska. É uma viagem incrível para quem quer conhecer as belezas naturais do estado de British Columbia.

De Montreal a Halifax com o The Ocean, da Via Rail

Quase 24 horas de viagem separam a cosmopolita Montreal da tranquila Halifax, num roteiro de trem pouco conhecido pelos brasileiros que viajam pelo Canadá. Nesse trecho, você pode reservar uma cabine com cama e banheiro privativo, essa rota ainda conta com alguns vagões com wi-fi free.

Quer um bom motivo para fazer uma viagem entre essas duas cidades? Com charme e elegância, Montreal consegue misturar muito bem o melhor da colonização francesa e da britânica. A cidade é dona de muitos movimentos culturais interessantes e se destaca pela excelente qualidade de seus restaurantes.

Já Halifax tem uma vida mais pacata bem ligada ao mar, por isso, não deixe de conhecer o Halifax Seaport Farmer’s Market e o Waterfront, de esticar até a Garrison Brewing Company para experimentar suas cervejas artesanais e quem sabe terminar seu roteiro visitando o Canadian Museum of Immigration no Pier 21.

Montreal

Montreal

De Toronto a Ottawa, quase uma ponte aérea de trem

Viajar entre Toronto e Ottawa é ter a oportunidade de conhecer duas metrópoles apaixonantes do Canadá. A viagem dura cerca de 5 horas de trem e ainda oferece wi-fi. É uma boa alternativa para quem quer viver a sensação de viajar de trem, mas não quer passar a noite abordo dele.

De Ottawa você ainda consegue seguir para Montreal e Quebec City de trem concluindo um roteiro apaixonante pelo país.

O parlamento

O parlamento em Toronto

 

Compartilhe
1
Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)