uma vista de Francisco Beltrão
Compartilhe
0

As 40 melhores e menores cidades do Brasil para visitar

Tem gente que diz que são nos melhores frascos que estão os melhores perfumes. Outros concordam que os menores são mais vorazes. E todo mundo também conhece o famoso “tamanho não é documento”. Por essas, e muitas outras razões, resolvemos criar uma lista baseada em uma pesquisa dos especialistas de viagem da nossa equipe editorial, de 40 pequenas cidades brasileiras que comprovam a autenticidade das tão faladas expressões populares.

Realmente não importa o tamanho territorial ou o número de habitantes. Essas cidades têm grandes motivos para serem exploradas, muitas, pode ser mesmo que você nunca tenha ouvido falar… até agora.

 

  1. Votuporanga, São Paulo

O nome de origem Tupi-Guarani significa “Brisas Suaves”. Com pouco mais de 90 mil habitantes, a cidade ao noroeste do estado exala boas energias e um ambiente todo singular. A Ilha do Pescador pode ser uma boa ideia para passar o dia com a família, com direito a pescaria, playground e uma mesa farta de pratos típicos como o tradicional pirão e petiscos frescos à base de peixe. Às quintas tem música ao vivo.

igreja em Votuporanga

Igreja em Votuporanga.
Foto por: Flickr/Creative Commons/Governo do Estado de São Paulo/Via/https://flic.kr/p/nxVE21

  1. Jaboticabal, São Paulo

A 370km de São Paulo, as praças e jardins cobertos de roseiras dão as boas vindas aos turistas que chegam ao município – carinhosamente apelidado de Cidade das Rosas. A Esplanada do Lago retrata lindamente o patrimônio histórico e artístico da cidade em uma ampla área verde com atividades de esporte e lazer.

Museu Histórico de Jaboticabal Aloísio de Almeida

Museu Histórico de Jaboticabal Aloísio de Almeida.
Foto por: MARCO AURELIO ESPARZ… – Palácio da Turca – Museu Histórico Aloísio de Almeida – Jaboticabal, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=11225326

  1. Pirassununga, São Paulo

Os cerca de 75 mil moradores da então ‘Cidade Simpatia’ fazem as honras da casa. Um bom exemplo é o proprietário da Cachaça Sapucaia que recebe pessoalmente os visitantes para uma “aula” sobre a história e a produção da famosa pinga. Outra atração da pequena Pirassununga são as praias, os passeio de barco e os quiosques às margens do Rio Mogi-Guaçu, na Cachoeira de Emas.

aguas em Pirassununga

Pirassununga.
Foto por: ANTONIO FELIPPE (Own work) [CC BY-SA 4.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)], via Wikimedia Commons

  1. Francisco Beltrão, Paraná

Localizado no centro do Paraná, a simpática cidade foi batizada de ‘Coração do Sudoeste’. Para contar a sua história, o Museu da Colonização reúne, além das memórias, um conjunto arquitetônico e cultural em sua bela construção de madeira remanescente da década de 50. E para se deliciar, o cardápio do espaço Brum Bistrô é bem interessante, e também tem as cervejas artesanais da Formosa Pub, além da carta de cervejas separadas por países.

uma vista de Francisco Beltrão

Francisco Beltrão.
Foto por: Marcelo Ortolan – Own work, CC BY 2.5, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=658989

  1. Três Pontas, Minas Gerais

Reconhecida pela sua terra fértil e uma invejável infraestrutura urbanística, a cidade está localizada na região centro-sul de Minas Gerais com as incríveis paisagens da Serra de Três Pontas como pano de fundo. A praia artificial e as belezas naturais do distrito de Pontalete é um dos pontos de encontro nos dias quentes e o Museu do Café resgata a história da cafeicultura mineira.

uma vista de Três Pontas

Três Pontas.
Foto por: WOtP – Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=20190417

  1. Joaçaba, Santa Catarina

Com apenas 29 mil habitantes, o ponto forte da cidade é baseado no Turismo Religioso e Rural. No Morro Panorâmico, a estátua a Frei Bruno é o ponto mais alto de Joaçaba e, como monumento, só perde de tamanho para o Cristo Redentor e a Estátua da Liberdade. Os hotéis-fazenda são excelentes ideias de hospedagem e diversão – cavalgadas, trekking e tirolesa são apenas algumas atividades.

uma vista de Joaçaba

Uma vista de Joaçaba.
Foto por: Ricksz01 (Own work) [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0) or GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html)], via Wikimedia Commons

  1. Nova Lima, Minas Gerais

Distante da Capital cerca de 22Km, Nova Lima fica na Região Metropolitana de Belo Horizonte e apresenta um clima cheio de encantos. O passeio pode começar pelas trilhas ecológicas do Centro de Proteção e Educação Ambiental da Mata ouvindo os cantos dos pássaros e apreciando os animais nativos da região. Tombada como bem imaterial do município, a Queca – bolo à base de canela, castanhas e frutas cristalizadas não pode ficar de fora da viagem.

 

  1. Ilha Solteira, São Paulo

Com atrativos que a destacam de toda a região dos Grandes Lagos, às margens do Rio Paraná, a cidade está bem na divisa com o Mato Grosso do Sul. As praias são perfeitas para relaxar com a família – Praia Catarina; como para a prática de esportes aquáticos como windsurfe e jet-skiPraia Marina. O Centro de Conservação da Fauna Silvestre é outro orgulho dos seus cerca de 25 mil habitantes.

pôr do sol em Ilha Solteira

Ilha Solteira.
Foto por: Carlos Alves [CC BY 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/3.0)], via Wikimedia Commons

  1. Águas de São Pedro, São Paulo

Considerada a menor cidade paulista e o segundo menor município brasileiro em extensão territorial (5,54 km²), Águas de São Pedro é o lugar ideal para quem procura tranquilidade e bem-estar. O potencial turístico é basicamente ligado as suas águas sulfurosas e os parques, fontes e termas são os lugares mais concorridos. Considere ainda um passeio pelas cachoeiras do Saltão e Monjolinho.

 

  1. Guaxupé, Minas Gerais

Com forte influência dos imigrantes italianos, a cidade do sul de Minas Gerais esbanja estilo com suas construções romanas e o prestígio da arte grega.  A Catedral de Guaxupé, por exemplo, é uma referência maravilhosa da região! E popular mesmo por lá são os bares com comidas típicas como o Antiquário, ou a dobradinha feijoada + samba do Galo de Ouro.

parque em Guaxupé

Parque em Guaxupé.
Foto por: Pedro Henrique Ponchio from São Paulo, Brazil (Guaxupé) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

  1. Vinhedo, São Paulo

A região do planalto paulista fica a apenas 75 km da capital e as antigas fazendas que produziam açúcar e aguardente desde o século XVIII fazem parte das paisagens da cidade. São nas propriedades rurais também onde o turista pode se esbaldar na produção artesanal de cachaças e licores. Para famílias com crianças, as atrações ficam por conta dos parques de diversão como o Hopi Hari e o Wet’n’Wild.

 

  1. Rio Fortuna, Santa Catarina

Com menos de 5 mil habitantes, a pequena Rio Fortuna se torna grande quando o assunto é beleza. Cercada por vales e montanhas a cidade é conhecida por sua diversificação agrícola, com o cultivo de fumo, madeiras (eucalipto) e a criação de peixes, suínos e gado. Ao pé da exuberante Serra Geral, as fontes de águas termais, as cachoeiras e rios são mais alguns dos complementos de tamanha imponência.

 

  1. Rio do Sul, Santa Catarina

É fácil de reconhecer as raízes das tradições italianas e germânicas na arquitetura espalhada pela cidade, nos costumes do seu povo e na cultura local do principal município do Alto Vale do Itajaí. O Projeto 4 Cantos agenda passeios a mais de 30 propriedades rurais contornados por cenários incríveis entre a Serra do Mar e a Serra Geral.

 

  1. São Miguel do Oeste, Santa Catarina

Com seus poucos mais de 36 mil habitantes é o município mais populoso dos Caminhos da Fronteira, no Oeste Catarinense. Para curtir as atrações ao ar livre, centros de lazer, parques aquáticos e pesque-pague são a bola da vez.

 

  1. Concórdia, Santa Catarina

A harmonia dos grandes campos verdes, colinas e cascatas é o grande marco da cidade. Localizada na Rota das Águas do Alto Uruguai, Concórdia oferece uma ótima estrutura hoteleira e as trilhas do Parque Estadual Fritz Plaumann merecem uma visita.

 

  1. Pato Branco, Paraná

A aproximadamente 435 quilômetros da capital Curitiba, uma das cidades mais ao sul do estado tem o clima como um forte atrativo turístico. No inverno os termômetros atingem temperaturas negativas e a neve se torna a diversão principal da região.

 

  1. Esteio, Rio Grande do Sul

A cidadezinha de apenas 32,5 km² se encontra a menos de 20 minutos da grandiosa Porto Alegre.  Por lá, lugares bucólicos como a Casa de Cultura Lufredina que realiza espetáculos e exposições – na sua maioria gratuitos, mostram a singularidade e o charme da região.

 

  1. Jataí, Goiás

Intitulada como estância hidrotermal de Goiás, Jataí oferece a melhor infraestrutura do sudoeste goiano. Além do Polo Turístico Vale do Paraíso, as cachoeiras, fazendas e parques ecológicos são sempre ótimas atrações.

 

  1. Navegantes, Santa Catarina

Um dos mais belos balneários de Santa Catarina, a charmosa Navegantes é uma das estrelas do litoral norte. Privilegiada pela natureza, a Praia do Gravatá é um dos pontos mais agitados e com uma intensa vida noturna.

 

  1. Penápolis, São Paulo

Localizada na margem esquerda do Rio Tietê, além de suas praias, Penápolis demonstra orgulho pela sua cena cultural – Museu do Sol e Museu Nacional do Folclore, e também por ser a casa da Exposição Nacional de Orquídeas.

 

  1. Leopoldina, Minas Gerais

Dentre os atrativos naturais da cidade da Zona da Mata Mineira, o Morro do Cruzeiro e a Cachoeira Poeira D’água podem ser alguns dos destaques. Já na gastronomia, não deixe de experimentar os famoso picolés artesanais da Ti Risquei!

 

  1. Fernandópolis, São Paulo

Uma das razões do apelido de ‘Cidade das Águas Quentes’ é o Água Viva Thermas Club Hotel. O complexo reúne diversas piscinas termais, tobogãs, fazendinha e muitas outras atrações.

 

  1. Itumbiara, Goiás

Na divisa com Minas Gerais, Itumbiara é a porta de entrada do estado de Goiás. Graças as águas do Rio Paranaíba, o ecoturismo é o forte da cidade colocando o Lago da Represa como o 2º melhor lugar do Brasil para a pesca esportiva do Tucunaré.

 

  1. Lins, São Paulo

A “princesinha do oeste” é evidenciada pela conservação da sua mata nativa, que pode ser apreciada na Trilha do Barbozinha, assim como a estrutura completa de lazer dos 24 mil m2 do Porto Turístico.

 

  1. Mococa, São Paulo

Os casarões coloniais dão o tom da cidade interiorana paulista que faz parte do Circuito do Café com Leite. Cavalgadas e passeios pelas fazendas históricas entram com tudo nos roteiros, assim como o famoso doce-de-leite e outras compotas deliciosas.

 

  1. Avaré, São Paulo

A cidade é um dos principais centros do Vale do Paranapanema que também é conhecida como “Terra do Verde, da Água e do Sol”. A Represa Jurumirim é um dos pontos de encontro dos adeptos dos esportes náuticos e uma boa referência para encontrar bons hotéis em São Paulo.

 

  1. Mairiporã, São Paulo

Parte integrante do circuito turístico “Entre Serras e Águas”, a cidade da Região Metropolitana oferece um patrimônio natural de tirar o chapéu, contando com reservas ambientais da maior floresta nativa urbana do planeta, a Serra da Cantareira.

 

  1. Congonhas, Minas Gerais

A cerca de 70 km de Belo Horizonte, a simpática Congonhas recebe os turistas com as riquezas barrocas de Aleijadinho e ainda é um grande centro de peregrinação apelidada de “Cidade dos Profetas”.

 

  1. Bebedouro, São Paulo

Os elementos da pequena cidade da região Norte do Estado de São Paulo é retratado por detalhes como o interessante Museu de Armas, Veículos e Máquinas; ou em uma breve visita ao Parque Ecológico com espécies nativas.

 

  1. Lençóis Paulista, São Paulo

Os solos férteis do Vale do Rio Lençóis são a porta de entrada do Circuito Turístico Caminhos do Centro Oeste Paulista. Os vinhedos e vinícolas são um convite ao bem-estar com degustação e visitas guiadas, exemplo da Vinícola Casagrande.

 

  1. Jaguariúna, São Paulo

Além de ser reconhecida por uma das festas dos peões mais importantes do Brasil, a “Capital do Cavalo” também integra o Polo Turístico do Circuito das Águas Paulistas. Destaque para as diversas atividades do complexo do Parque dos Lagos.

estação em Jaguariúna

Estação em Jaguariúna. Foto por: http://www.jaguariuna.sp.gov.br/atendimento/

  1. Itapeva, São Paulo

De um bairro rural do município de Sorocaba, hoje a cidade está incluída no Circuito dos Tropeiros. O Memorial ao Tropeiro conta a história dos viajantes da época colonial e a força do artesanato local está nas peças esculpidas em madeira, cestarias e os trabalhos com sementes.

 

  1. Carazinho, Rio Grande do Sul

O município é referência tanto das corridas de cavalo – por possuir a cancha reta (modalidade do esporte) mais famosa da América do Sul; como por abrigar a maior reserva de pinheiro-brasileiro da região, no Parque Municipal João Xavier da Cruz.

 

  1. Brumado, Bahia

Ainda que modesta, Brumado é a sexta cidade mais desenvolvida da Bahia. Suas paisagens são condecoradas pelas belezas naturais da Serra das Éguas, com destaque ainda para o povoado de Cristalândia.

 

  1. Três Rios, Rio de Janeiro

A combinação dos jequitibás-rosas, bambuzais e o encontro dos Três Rios é um colírio para os olhos e o cenário perfeito para muita diversão nas corredeiras. Do alto do Morro da Torre é possível apreciar a beleza das serras e do vale do Paraíba do Sul.

 

  1. São José do Rio Pardo, São Paulo

As características da vegetação (Mata Atlântica de Interior) é contemplada por belíssimas atrações como o Recanto Euclidiano, a Ilha de São Pedro e várias cachoeiras e fazendas históricas espalhadas pela região.

 

  1. Ibitinga, São Paulo

A estância turística de Ibitinga está entre as 25 cidades mais desenvolvidas do Brasil na faixa das “médias-pequenas”. Entre os recursos naturais destaque para o Pantaninho e, na cena cultural, a cidade é um tradicional polo de comércio de bordados.

 

  1. Porto Ferreira, São Paulo

A aproximadamente três horas de São Paulo, a ‘Capital da Decoração e das Artes Cerâmicas’ é um prato cheio para quem procura esse tipo de produto. A famosa Rua do Comércio é o paraíso dos móveis de madeira e objetos de decoração. A Porto Brasil Cerâmica é um bom exemplo. 

 

  1. Alfenas, Minas Gerais

No sul de Minas Gerais a diversão é no lago artificial da Represa de Furnas. Passeios de barco e pesca esportiva são complementados com os petiscos dos restaurantes na beira d’água. As trilhas ecológicas do parque Manoel Pedro Rodrigues também são concorridas.

 

  1. Cunha, São Paulo

Aqui qualquer passeio fica ainda mais especial com as incríveis paisagens misturadas das serras do Mar, Quebra-Cangalha e da Bocaina. O Pico da Pedra da Macela e as trilhas do Caminho do Ouro da Estrada Real são imperdíveis.

Compartilhe
0
Expedia Brasil

Expedia Brasil

Bem-vindos ao site Viajando com a Expedia - Aqui, você encontrará todas as dicas e conselhos de viagem da nossa rede de especialistas do mundo todo, além das novidades sobre as novas tendências de viagem e as ùltimas notìcias sobre os problemas enfrentados pela indùstria do turismo. Viajando com a Expedia traz também milhares de informaçöes e recursos para que você possa desfrutar ao máximo de sua próxima viagem. Aproveite e explore o que a Expedia tem a oferecer!.
Expedia Brasil