Compartilhe
0

5 festivais de música para ir em 2016

As minhas viagens são programadas de acordo com o calendário de festivais de música. É a partir dele que eu decido para onde e quando vou. E não é fácil, porque festival de música bom e lugar para não conhecer não faltam no mundo. Aí vão 5 festivais que valem incluir nos seus planos, seja pelo lugar, pelo line-up ou pelo formato em que acontecem. Alguns eu fui e outros estão na minha bucketlist.

Sónar Reykjavik

O Sónar é um dos meus festivais favoritos. A experiência será boa em qualquer lugar do planeta onde ele aconteça, mas pode ser ainda mais especial na gélida Reykjavik, na Islândia, que é uma boa desculpa para conhecer um dos países mais incríveis do mundo.

Por que ir? O Sónar tem sempre uma curadoria impecável apostando na vanguarda. Por lá passam desde novatos que estão começando a despontar até grandes nomes da cena de música eletrônica. É música boa do começo ao fim. Na primeira edição do ano, que rola em Reykjavik, o Sónar leva para os seus palcos Boys Noize, Squarepusher, Holly Herndon entre vários nomes islandeses para conhecer. Ótima oportunidade para saber o que anda rolando no norte do planeta e ainda ver shows dentro da belíssima Harpa, uma das melhores casas de concertos do mundo.

Quando? 18, 19 e 20 de Fevereiro 2016, em Reykjavík na Islândia!

Harpa Sonar, o Islândia pode misturar aventura e natureza, mas com muita música boa

Harpa Sonar, o Islândia pode misturar aventura e natureza, mas com muita música boa (Foto: Advanced Music)

Primavera Sound

O Primavera Sound está entre os festivais mais bacanas do planeta. Carrega 15 anos nas costas e é um dos principais festivais do verão europeu. Aposta em bandas Indie mas sem deixar de lado os astros do rock. O festival é grande com cerca de 100.000 pessoas por edição. Mass não se acanhe, vale a pena investir, o local é grande e a muvuca bem controlada.

Por que ir? É em Barcelona, acontece no Parc del Forum, que fica de frente para o mar. Com o mar ao lado não tem como não ser bom, especialmente no início do verão. O line-up é sempre impecável e na próxima edição vai ter o #PrimaveraSoundAllStars e as especulações de quem pode ser as “estrelas” já começaram a rolar. David Bowie? Radiohead? Massive Attack? Ah, não custa sonhar mesmo que nenhum deles compareça.

Quando? 2 a 4 de Junho de 2016, em Barcelona na Espanha!

A vista é maravilhosa, com o mar ao fundo, muita gente animada, boa gastronomia e você ainda estará na Espanha

A vista é maravilhosa, com o mar ao fundo, muita gente animada, boa gastronomia e você ainda estará na Espanha

Midburn

O Burning Man, além do famoso festival original que acontece em Black Rock City, Nevada, tem também alguns filhotes espalhados pelo mundo, incluindo o Afrika Burn e o Midburn, que acontecem no deserto de Negev, no sul de Israel. A edição rola por 5 dias e tem um público bem menor que a edição mãe, recebendo menos de 10.000 pessoas.

Por que ir? É sempre bom se aventurar por novos mares e trazer outras referências, sejam elas culturais, musicais e/ou comportamentais. O Midburn tem crescido a cada edição e conta com o mesmo conceito do Burning Man, reunindo música e arte numa cidade construída no meio do deserto apenas para abrigar o festival. O interessante é que ela é destruída no final como se ela nunca tivesse existido. Com certeza não há como não voltar inspirado de lá. Não espere por grandes nomes da música, pois o objetivo do festival é outro, mas vá pronto para curtir o que há de diferente em termos de formatos de festivais.

Quando? 8 a 12 de Junho, no Deserto de Negev em Israel

Israel e suas boas surpresas, para aproveitar ainda contemplando a natureza e o sol que rola quase o ano inteiro (Foto Oded Balilty - AP)

Israel e suas boas surpresas, para aproveitar ainda contemplando a natureza e o sol que rola quase o ano inteiro (Foto Oded Balilty – AP)

Way Out West

Por aqui os países nórdicos andam bem em alta. Agora que a maioria já rodou as grandes capitais, é hora de ir além. O Way Out West acontece em Gotemburgo, a segunda maior cidade da Suécia. É um festival de tamanho médio, que acontece num parque lindo no meio da cidade com todo o conforto que às vezes a gente precisa ter entre uma maratona e outra de show.

Por que ir? Já dei alguns motivos aí em cima. Gotemburgo é uma cidade charmosa e vibrante no verão, especialmente em época de festivais. Além dos shows que acontecem durante o dia, tem também o WOW Clubs que são festas e shows menores que acontecem em praticamente todos os clubes noturnos e bares da cidade à noite. Tem também uma mostra de cinema e alguns shows em lugares inusitados como um museu ou igreja. O line-up traz sempre nomes que estão começando a chamar atenção, artistas grandes como headliners e até alguns antigos dos quais a gente não ouve falar há anos. Os dias são ensolarados, as opções de comidas são excelentes, algumas servidas em “restaurantes” improvisados de maneira criativa no meio do parque e tem até um bar dedicado às cervejas artesanais e food truck de café espresso. Como não amar?

Quando? 11 a 13 de agosto de 2016, em Gotemburgo na Suécia!

Seguindo o movimento de bons festivais no norte da Europa, a Suécia é uma opção incrível, linda, gelada e animada (Foto: Olle Kirchmeier)

Seguindo o movimento de bons festivais no norte da Europa, a Suécia é uma opção incrível, linda, gelada e animada (Foto: Olle Kirchmeier)

Voodoo Fest

Como não poderia ser diferente com este nome, o Voodoo Fest acontece no fim de semana do Halloween. O festival nasceu em 1999 e desde então já passaram mais de 2.000 artistas e um milhão de pessoas em suas edições.

Por que ir? O Voodoo Fest sai um pouco da rota tradicionais de festivais americanos pois acontece em New Orleans. Além da boa música sempre garantida, o festival tem também lugar para as artes e para quem quiser entrar no clima de Halloween e se fantasiar. É também um dos últimos grandes festivais do ano e rola na cidade que todo mundo deve conhecer antes de morrer.

Quando? 28, 29 e 30 de Novembro de 2016, em New Orleans, nos Estados Unidos!

New Orleans como nunca se viu, deixando o jazz um pouco de lado e aderindo à aglomerações regadas a muita animação

New Orleans como nunca se viu, deixando o jazz um pouco de lado e aderindo à aglomerações regadas a muita animação

Compartilhe
0
Lalai Persson

Lalai Persson

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Lalai Persson é DJ e produziu festas por 5 anos em São Paulo, trabalhou por 10 anos com publicidade, é uma das co-fundadoras da agência Remix Social Ideas, além de ser curadora da área de música de eventos como youPIX e Campus Party. É blogueira desde o início de 2000 e em 2013 criou o Chicken or Pasta, site de lifestyle de viagens. Atualmente está na estrada sempre que possível.
Lalai Persson

Últimos posts por Lalai Persson (veja todos)