36 Horas em Santiago

É praticamente impossível esgotar todas as possibilidades de roteiros interessantes que o Chile pode nos oferecer. É curioso pensar que um país de território tão estreito consegue aglutinar tantos cenários diferentes e belíssimos como o deserto do Atacama, a patagônia de Torres del Paine, os lagos andinos, Huillo-Huillo, Pucón entre outros lugares.

Por essas e por outras que caímos nos encantos do nosso país vizinho e retornamos mais de uma vez ao Chile. Santiago geralmente acaba entrando no nosso roteiro como cidade principal ou como um ponto de parada antes de seguir viagem às outras regiões, já que é em seu aeroporto que se concentram os voos diretos vindos do Brasil.

O lindo entorno de montanhas com neve da cidade de Santiago

O lindo entorno de montanhas com neve da cidade de Santiago

É praticamente missão impossível esgotar as opções que uma metrópole do porte de Santiago tem a nos oferecer em apenas 36 horas, mas, se você quiser sentir o gostinho de como é a vida numa das cidades mais vibrantes da América Latina, basta seguir este breve roteiro. Como o tempo é curto, não vou considerar os passeios fora da cidade como as vinícolas, Valparaíso ou os centros de esqui.

Chegou cedo no aeroporto e já correu para o hotel deixar suas malas. Agora é hora de sair para aproveitar a cidade. O ponto de largada é a La Chascona, considerada por muitos a casa mais bonita do poeta chileno Pablo Neruda. Lá você vai conhecer um pouco mais da vida, da obra e dos amores de um artista que marcou décadas conturbadas da história do país.

A casa de

A casa de Pablo Neruda na capital chilena

Praticamente ao lado da casa de Neruda, fica outro cartão postal famoso de Santiago: o Cerro San Cristóbal. Siga de funicular até o topo e aproveite a vista da cidade que vai além de seus prédios mais modernos até tocar a Cordilheira dos Andes.

Se já for hora do almoço e a fome apertar, logo ao descer do Cerro você estará no bairro de Bellavista, uma região repleta de bares e restaurantes de todos os tipos. Minha dica é o White Rabit, um gastropub perfeito para quem quer comer bem e gosta de compartilhar os pratos. A carta de drinks é à base de pisco e especiarias.

Salão do White Rabit

Salão do White Rabit

No período da tarde, é a vez de conhecer o centro histórico de Santiago. Siga para a Plaza de Armas e aproveite para visitar a Catedral Metropolitana e para ver o perto o palácio do governo chileno. Entre todos os museus e galerias dessa região, um deles não pode ficar de fora do seu roteiro: Museu de Arte Pré-Colombiana.

Esse complexo de arte foi reaberto depois de uma longa reforma provocada pelos danos causados pelo terremoto de 2010. Seu acervo é precioso e guarda peças dos mais diversos povos pré-colombianos. É quase como fazer uma viagem pela América Latina de muitos séculos passados.

Cerro Santa Lucía

Cerro Santa Lucía

Para encerrar o dia, o Cerro Santa Lucía é outro ponto para quem gosta de ver a cidade do alto, mas dessa vez a perspectiva será para os prédios mais antigos de Santigo.

Já é hora do jantar? Pertinho do Cerro, fica a região de Lastaria, o bairro do momento na capital chilena. Além de concentrar novos hotéis boutiques, essa área tem vários bares e restaurantes diferentes e fica bem movimentada a noite.

Novo dia, hora de acordar cedo e aproveitar outro ponto da cidade antes do tempo se esgotar. Das regiões históricas e boêmias, para o centro moderno de Santigo, vá até o Parque Bicentenário, uma extensa área verde com esculturas, lagos, playground e uma bela vista para os prédios mais novos.

Vista do Sky Costanera

Vista do Sky Costanera

Ainda é possível combinar o passeio pelo parque com uma visita ao mais novo mirante da capital que fica no Sky Costanera, considerado o prédio mais alto da América do Sul. Lá de cima, o skyline será bem diferente do que você viu no dia anterior. Esse é atualmente um dos programas mais concorridos em Santiago.

Para fechar o roteiro, nada melhor do que um almoço num dos ícones da cidade. O Liguria, no bairro de Providência, é o bar queridinho dos chilenos e de quem adora esse clima de comida de boteco de responsa. Os petiscos, os sanduíches típicos, as cervejas e os vinhos são o ponto alto da casa.

Com mais tempo disponível, confira essa série de posts sobre a região de Santiago para complementar seu roteiro:

Roteiros de bate-volta saindo de Santiago

https://viajando.expedia.com.br/bate-volta-saindo-de-santiago/

O que fazer em Santiago: as casas de Pablo Neruda

https://viajando.expedia.com.br/as-casas-de-pablo-neruda/

Cinco programas bacanas para curtir Santiago

https://viajando.expedia.com.br/cinco-programas-bacanas-para-curtir-em-santiago/

Quatro vinícolas na região de Santiago que valem o passeio

https://viajando.expedia.com.br/quatro-vinicolas-na-regiao-de-santiago-que-valem-o-passeio/

Natalie Soares
Siga-me no

Natalie Soares

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Pós-graduada em Mídias Sociais pela FAAP, é autora do blog de viagem e tecnologia Sundaycooks e fundadora da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem). Atualmente trabalha como editora de conteúdo online e vive fazendo planos para a próxima viagem.
Natalie Soares
Siga-me no

Últimos posts por Natalie Soares (veja todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *