3 rotas literárias para percorrer os Estados Unidos

Gosto bastante de road trip e tenho (apenas) 5 no currículo, sendo uma delas nos Estados Unidos, quando dirigi de Las Vegas à Austin; a segunda foi entre Kiruna (Suécia) até a pontinha de Lofoten, um arquipélago de cair o queixo no meio da Noruega (ida/volta); fiz 2 no sul da Islândia (gostei tanto que voltei) e fiz uma, que foi bem surpreendente, entre São Paulo e Minas Gerais. Fui pela Estrada Real, visitei as Cidades Históricas, Belo Horizonte e Inhotim.

Desde então comecei a pesquisar rotas temáticas, pois gosto bastante quando um percurso tem toda uma história (ou várias) por trás dele. O meu último interesse recaiu em rotas literárias e os Estados Unidos é o paraíso para pegar estrada, além de ter uma lista infinita que narram road trips pelo país.

O site Atlas Obscura criou um projeto no ano passado de cair o queixo: catalogou 12 livros distintos que tem suas histórias narradas nas estradas americanas. Todos são livros não-fictícios e foram considerados apenas livros narrados em primeira pessoa. O primeiro da lista é o best-seller “Wild”, que acabou virando filme também em 2014.

Cenário da trajetória percorrida pela autora do livro Wild, que também virou filme

Cenário da trajetória percorrida pela autora do livro Wild, que também virou filme

Escolhi 3 entre as 12 viagens, que são as minhas favoritas em relação aos trechos percorridos, mais do que pela sua narrativa. Acabei deixando On the Road, de Jack Kerouac, de fora, pois ela é uma das mais complexas:

The Electric Kool-Aid Acid Test, Tom Wolfe, publicado em 1968. A viagem passa pelos Estados Unidos, Canadá e México. O livro conta as aventuras dos Merry Pranksters, grupo de pessoas que acompanhavam o escritor Ken Kesey, autor de “Um Estranho no Ninho”, numa viagem pelos Estados Unidos num ônibus escolar. Instalaram som e câmera 16mm para filmarem toda a odisseia e o ônibus virou “Further”, que se transformou no documentário “Magic Trip”. A viagem teve início em 1964 com a missão de difundir o uso do LCD, ainda pouco conhecido na época, como instrumento para abrir a mente.

A trajetória completa tem 20.444km e são necessários 10 dias e meio “non-stop” para fazê-la. Eu tiraria Calgary, no Canadá, e começaria em Portland, que não está no roteiro. De lá seguiria o roteiro exato do livro, mas provavelmente faria paradas em cidades em que o ônibus não parou. De Houston eu desceria pra Brownsville, também no Texas e de lá subiria para Phoenix, no Arizona, seguindo para San Francisco incluindo o roteiro do México (Sonora, Jalisco e Aguascalientes).

O ideal seria fazê-la em pelo menos 40 dias na estrada, já que algumas cidades merecem mais tempo, mas também é possível percorrê-la em menos de 1 mês parando apenas para dormir.

O roteiro número 1:

O roteiro número 1: trajetória do livro de Tom Wolfe entre Canadá, Estados Unidos e México

The Cruise of the Rolling Junk, de F. Scott Fitzgerald, de 1934. Ensaios jornalísticos que o autor escreveu para a revista Motor descrevendo a viagem que fez com sua esposa de Connecticut até a cidade natal de Zelda, no Alabama. A viagem percorre a costa leste americana. São 1.879 km possíveis de serem percorridos em menos de 24 horas. Mas eu separaria pelo menos 10 dias para fazê-la. Eu provavelmente adentraria o Mississipi, estado que tem cidades belíssimas, e dirigiria até Nova Orleans, na Luisiana.

xxxx

O roteiro de Fitzgerald abrange quase toda a costa leste dos Estados Unidos

Rolling Nowhere: Riding the Rails With America’s Hoboes, Ted Conover, de 1984. Conover viajou por um ano pegando caronas em trens de carga para aprender a sobreviver como um vagabundo. Durante essa viagem ele foi entrevistando pessoas que vivem a vida dessa maneira. Este é seu primeiro livro.

A viagem tem um percurso bem quebrado, pois ele retorna a alguns destinos, então precisaria ser adaptado. Eu começaria em Fargo, Dakota do Norte, passaria por Seattle, Portland, San Francisco, Los Angeles, Tucson, El Paso, Albuquerque, desviaria para o estado de Utah e de lá seguiria St. Louis, em Missouri. O percurso dá cerca de 10.300km e dirigindo sem parar seriam 4,5 dirigindo, ou seja, com paradas para dormir seriam mais pelo menos 3 dias, ou seja, viagem para um mínimo de 7 dias . Mas esse roteiro passa por cidades americanas que valem a parada por mais tempo, além de estar na Costa Oeste, que tem uma natureza bem única. Aqui eu já separaria pelo menos 20 dias para percorrê-la.

xxxxxxxx

Aqui, o roteiro segue pela costa oeste dos Estados Unidos e conta com passagens em locais de muita natureza selvagem 

 

Lalai Persson

Lalai Persson

Autora chez Viajando - Expedia Brasil
Lalai Persson é DJ e produziu festas por 5 anos em São Paulo, trabalhou por 10 anos com publicidade, é uma das co-fundadoras da agência Remix Social Ideas, além de ser curadora da área de música de eventos como youPIX e Campus Party. É blogueira desde o início de 2000 e em 2013 criou o Chicken or Pasta, site de lifestyle de viagens. Atualmente está na estrada sempre que possível.
Lalai Persson

Últimos posts por Lalai Persson (veja todos)